UNDIME/MT

30/07/2019





"A vida não teria qualquer graça, e seria um deserto de emoções se não pudéssemos compartilhar conhecimentos com pessoas maravilhosas como vocês."

Todo o sucesso que alcançamos é fruto de trabalho em equipe, porque cada um de vocês fez a sua parte e mostrou a que veio. Obrigada aos parceiros e equipes por serem esses profissionais extraordinários que são. A Undime agradece a participação de todos no 3º Seminário da Educação Infantil, e deseja muito sucesso a todos que puderam levar essa experiência para o seu município.

Arquivos apresentados no evento, clique aqui

Fotos tiradas no evento, clique aqui





19/07/2019

Transmissão ao vivo, acompanhe e participe pelo whatsapp - 65-99694-5463

 



15/07/2019


No próximo dia 19 (sexta-feira), às 15h, a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci) realizará a transmissão ao vivo ‘Jovens do Futuro’, que contará com a participação de quatro jovens empenhados em realizar os seus sonhos e que são exemplos de força, dedicação e perseverança para a juventude. O evento ocorrerá na sede da Seciteci, no Centro Político Administrativo e será transmitido para os participantes durante o 3º Seminário da Educação Infantil promovido pela Undime/MT no Hotel Fazenda Mato grosso e no neste site.

A ação conta com o apoio dos seguintes parceiros: Unicef, Ministério Público Estadual (MPE), Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc), União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime-MT), Associação para Desenvolvimento Social dos Municípios (APDM), Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedca-MT) e Federação Mato-grossense de Associações de Moradores de Bairros (Femab-MT).

Uma das histórias que será apresentada é da estudante de Física, Maria Gislanny Silva, 21 anos, que desde criança tem o sonho de se tornar astronauta. Sempre muito dedicada, Maria venceu diversas barreiras e após muito esforço, conseguiu participar de uma visita a NASA. Agora, a próxima conquista é estudar nos Estados Unidos e se preparar para os desafios do futuro.

A outra história é do Gabriel Corrêa da Silva, de 18 anos, morador da cidade de Poconé (100 km de Cuiabá) e estudante do ensino médio. Gabriel, que começou a trabalhar muito cedo, pretende cursar jornalismo e se tornar político. Sempre atuante nas questões sociais, se destacou na escola e hoje faz parte do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente, representando Mato Grosso em diversos eventos nacionais.

O terceiro personagem do evento é um menino bastante precoce, pois apesar de ter apenas 12 anos, Dherick Abreu é um dos mais aplicados alunos de uma escola de efeitos visuais, em Cuiabá. Próximo de se formar, ele já trabalha como design de mídias sociais para pessoas próximas, com o acompanhamento de sua mãe.

Lucas Sardinha Lopes é o quarto participante. Com apenas 20 anos, assumiu a coordenação pedagógica de uma unidade que compõe uma franquia de escolas onde foi aluno. O seu sonho é ser referência na área de treinamentos, já que tem grande habilidade para ensinar. Lucas acredita que, por meio do conhecimento, pode ajudar a transformar o mundo em um lugar melhor para se viver.

A transmissão terá a participação do secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação, Nilton Borgato, e do procurador de Justiça Paulo Prado, titular da Procuradoria Especializada em Defesa da Criança e Adolescente de Mato Grosso. De acordo com o secretário, o propósito da ação é mostrar exemplos de jovens que enfrentam dificuldades e são dedicados para alcançar os seus objetivos.

“A ideia é ressaltar a trajetória de cada um para incentivar as crianças e adolescentes a acreditarem e se esforçarem para realizar os seus sonhos. Cada conquista é muito importante para a construção de um futuro mais promissor para a nossa juventude”, enfatiza o gestor público.


11/07/2019


Encontro aconteceu em Juiz de Fora, na última terça-feira (2)

A Undime realizou na última terça-feira (2), mais uma reunião do Colegiado Ampliado. O encontro aconteceu em Juiz de Fora (MG) por ocasião do 1º Encontro Internacional de Avaliação Formativa e Digital. Essa foi a 10ª reunião do Colegiado Ampliado da gestão 2017/2019.

Na pauta, foram apresentadas as políticas e programas das Secretarias de Educação Básica (SEB) e de Alfabetização (Sealf) do Ministério da Educação (MEC). O Secretário de Educação Básica, Jânio Macedo, apresentou o planejamento estratégico da secretaria para os próximos anos e lembrou que, nas últimas semanas, a Undime e o Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) participaram desse planejamento em reuniões com as diretorias da pasta.

De acordo com Jânio, até o final de 2019 será realizado um levantamento das necessidades da educação básica em todas as etapas de ensino e apresentadas propostas. Dentre as sugestões apontadas por ele, está a reestruturação do Proinfância; a implementação dos parâmetros de qualidade da educação infantil e avaliação piloto da educação infantil; e ações de apoio à implementação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Além disso, o MEC estuda formular uma política para correção de fluxo escolar (idade-série) e revisar programas como Mais Educação, Projovem e Nova EJA. lei mais...

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) começou a receber inscrições de servidores públicos federais e de professores da rede pública interessados em trabalhar na Rede Nacional de Certificadores (RNC) do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). As inscrições da RNC começaram nesta quarta-feira, 3 de julho, e ficarão abertas até o dia 22 deste mês. Os certificadores atuam como representantes do instituto em todos os locais de prova e são responsáveis por conferir vários procedimentos.

O Enem 2019 será aplicado nos dias 3 e 10 de novembro. Os interessados em compor a rede que cumprirem os critérios podem se inscrever pelo Sistema RNC ou pelo aplicativo. Antes da inscrição, é necessário se cadastrar pelo sistema. Aqueles que já realizaram o cadastro em anos anteriores poderão atualizar as informações ou fazer a inscrição diretamente.

O trabalho será remunerado por meio de Gratificação por Encargo de Curso ou Concurso (GECC), no caso dos servidores do Poder Executivo Federal, e por Auxílio Avaliação Educacional (AAE), no caso dos docentes das redes públicas de ensino estaduais e municipais. O valor pago é de R$342 (R$28,50 por hora de trabalho).

Critérios para participação:

- Ser servidor público do Poder Executivo Federal, em exercício em 2019, regido pela Lei nº 8.112, ou docente da rede estadual ou municipal de ensino, efetivo e registrado no Censo Escolar 2018;
- Ter formação mínima em nível médio;
- Não estar inscrito como participante do Enem 2019;
- Não ter cônjuges/companheiros ou parentes – em linha reta, colateral ou por afinidade até o terceiro grau – inscritos no Enem 2019;
- Não ter vínculo com as atividades do processo logístico de elaboração, impressão, distribuição, aplicação ou observação da aplicação do exame, e nem com o processo de correção da redação.

Confira o edital de chamada pública

Acesse o Sistema RNC para cadastro e inscrição

Fonte: Inep/ Foto: Free

A frequência escolar dos alunos beneficiados pelo Bolsa Família obteve o melhor resultado da série histórica do segundo período de coleta, referente aos meses de abril e maio de 2019. De 14.044.578 estudantes contemplados pelo programa, foi registrado o acompanhamento de 12.613.273 — 89,81% do total.

Até então, o maior índice tinha sido o de 2014, com 89,22% de beneficiários acompanhados. No início da série histórica, em 2007, só 68,95% foram registrados. O resultado do acompanhamento da frequência escolar é registrado no Sistema Presença, do Ministério da Educação.

“Fazemos uma aproximação com as secretarias estaduais e municipais de Educação. Realizamos videoconferências e conversamos com todos os coordenadores do Bolsa Família no país”, explicou o secretário de Modalidades Especiais de Educação do MEC, Bernardo Goytacazes.

O trabalho de coleta mobiliza cerca de 140 mil instituições em todo o Brasil. Os dados funcionam como um raio-x da educação e auxiliam no trabalho de combate ao abandono e a evasão escolar. Eles também são essenciais para o direcionamento de diversas políticas públicas.

Em fevereiro e março, o recorde para o período também havia sido batido. A taxa de alunos beneficiários dentro da sala de aula chegou a 90,31% no primeiro bimestre do ano letivo de 2019, enquanto há doze anos registrou 66,22%.

Benefício

O MEC monitora a frequência escolar dos alunos com idade entre 6 e 17 anos cujas famílias recebem o benefício do Bolsa Família do governo federal. O pagamento está condicionado à presença mínima mensal de 85% nas aulas dos alunos de 6 a 15 anos e de 75% dos adolescentes entre 16 e 17 anos.

Além disso, para assegurar a participação no programa, os pais precisam, entre outras exigências, manter os filhos na escola e garantir que recebam cuidados básicos de saúde, como a aplicação de vacinas.

Fonte/ Foto: MEC

Representantes da Undime participaram de 1º a 3 de julho, em Juiz de Fora (MG), do 1º Encontro Internacional de Avaliação Formativa e Digital, realizado pelo Centro de Políticas Púbicas e Avaliação da Educação (CAEd), da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). O encontro reuniu pesquisadores nacionais, gestores, profissionais da educação e especialistas de avaliação da França, Luxemburgo, Itália e de Portugal.

A Undime esteve representada pelo presidente Alessio Costa Lima, Dirigente Municipal de Educação de Alto Santo (CE), e pelas presidências das seccionais de todos os estados brasileiros. O objetivo do encontro é apresentar novos processos e forma de aferir a aprendizagem, acompanhar as políticas de educação e saber sobre estratégias e instrumentos de avaliação, mais criativos em diferentes suportes. Iniciativas que buscam desenvolver a cooperação entre pesquisadores, professores e avaliadores com intenção de aprimorar os instrumentos de avaliação empregados no cotidiano da avaliação escolar também foram apresentadas. leia mais...

10/07/2019


Evento será realizado de 13 a 16 de agosto, na Bahia

Estão abertas, a partir desta terça-feira (9), as inscrições para o primeiro lote de vagas do 17º Fórum Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação. A partir do tema "Qualidade da Educação: financiamento, gestão e aprendizagem", este ano, o Fórum terá como objetivo debater este e outros assuntos ligados ao tripé que sustenta a educação pública brasileira.

"A Undime convida os Dirigentes Municipais de Educação de todo o Brasil a participarem do 17º Fórum Nacional, que será em Mata de São João (BA), no período de 13 a 16 de agosto de 2019. São muitas as razões para nos reunirmos e estabelecermos trocas coletivas", reforça o presidente e Dirigente Municipal de Educação de Alto Santo (CE), Alessio Costa Lima.

Ao longo dos quatro dias de programação, o evento pretende mobilizar cerca de 1.500 dirigentes, técnicos de secretarias e educadores para discutir assuntos como o novo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) como mecanismo de financiamento para a garantia da qualidade da educação, a apresentação das ações intersetoriais na promoção da qualidade da educação, o processo de implementação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) nos municípios, além de políticas e programas para garantir o direito à educação e minicursos do Conviva Educação e a Busca Ativa Escolar.

Organizada em conferências, mesas-redondas, minicursos e oficinas, a 17ª edição do Fórum Nacional também proporcionará visitas dos participantes às salas de atendimento governamental (FNDE, Inep, SEB, Semesp, Sealf, Capes), a estandes do Conviva Educação e de parceiros institucionais da Undime (Ação Educativa, Campanha Nacional pelo Direito à Educação, Fundação Itaú Social, Fundação Lemann, Fundação Santillana, Fundação Telefônica-Vivo, Instituto Natura, Unicef e Uncme) e a estandes de empresas credenciadas.

Inscrições

As inscrições serão divididas em três lotes. O primeiro deles inicia nesta terça-feira (9) e vai até o dia 19 de julho. Nele, poderão se inscrever membros da diretoria e conselho fiscal da Undime (nacional), do Conselho Nacional de Representantes (titulares), delegados (titulares) e Dirigentes Municipais de Educação (DME) e técnicos das Secretarias de Educação de municípios que estiverem adimplentes com as seccionais da Undime em seus estados.

Além desse grupo, serão ofertadas 557 vagas para DME de municípios considerados como prioritários. Isto é, com baixos índices, quando cruzadas as informações referentes ao Ideb 2017 e ao PIB per capita. Esses dirigentes de municípios prioritários terão as despesas com transporte, hospedagem e alimentação custeadas pelo Termo de Fomento, firmado entre Undime e FNDE.

Nesse primeiro lote, as inscrições terão custo de R$ 600,00 por pessoa. Os detalhes sobre os períodos de inscrição, bem como os valores e critérios que devem ser respeitados estão no site do 17º Fórum Nacional.

17º Fórum Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação
Data: 13 a 16 de agosto de 2019
Local: Mata de São João/ BA

Mais informações: http://17forum.undime.org.br/

Fonte: Undime

04/07/2019


Evento aconteceu nesta quarta-feira (27)

Na semana em que o Plano Nacional de Educação (Lei 13.005/2014 - PNE) completa cinco anos, isto é, metade do seu prazo de vigência, a Câmara dos Deputados promoveu o "Seminário Nacional 5º Ano do PNE: o Plano Nacional de Educação e o Futuro da Educação Brasileira" para debater o tema. O objetivo foi discutir sobre o andamento do plano que tem metas e estratégias para serem cumpridas ao longo de uma década.

A Undime foi convidada para a mesa que pautou "Financiamento, Emenda Constitucional 95 e Metas do PNE" ao lado do coordenador-geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, Daniel Cara, e da professora doutora, Natália Duarte, que representou o Fórum Nacional Popular de Educação (FNPE). A Dirigente Municipal de Educação de Campina Grande (PB), Iolanda Barbosa da Silva, representou a Undime na ocasião.

De acordo com levantamento realizado pela Campanha Nacional pelo Direito à Educação em decorrência da Semana de Ação Mundial (SAM), das 20 metas elaboradas para aprimorar a qualidade da educação no país, apenas 4 tiveram avanços parciais. O restante caminha a passos lentos, o que torna a efetivação do PNE ao fim de 2024 uma realidade cada vez mais distante. leia mais...

Encontro aconteceu em João Pessoa/PB

A professora Aguifaneide Lira Dantas Gondim, presidente da Undime Paraíba e Dirigente Municipal de Educação de Frei Martinho (PB), participou nesta quarta-feira (26), da segunda reunião ordinária de 2019 do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed). O encontro aconteceu em João Pessoa, na Paraíba, e terminou nesta quinta-feira (27).

Entre os principais assuntos da pauta estavam o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) e o planejamento estratégico da Secretaria de Educação Básica do Ministério da Educação (SEB/MEC).

Após a abertura, o evento começou com a apresentação do Programa Ciência na Escola, realizada pela diretora do Departamento de Infraestrutura de Pesquisa e Políticas de Formação e Educação em Ciências do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Maria Zaira. leia mais...

Publicação contribui para que creches e pré-escolas estejam alinhadas ao documento e garantam os direitos de aprendizagem e desenvolvimento das crianças

Com o objetivo de apoiar a implementação da BNCC (Base Nacional Comum Curricular) em creches e pré-escolas de todo o país, o documento “BNCC na Educação Infantil” traz referências para gestores municipais encarregados de colocar em prática os novos currículos. Com sugestões e orientações de abordagens práticas, o material também trata de revisão do PPP (projeto político-pedagógico) e formação continuada de professores.

O documento foi desenvolvido pelo CEIPE (Centro de Excelência e Inovação em Políticas Educacionais), da Fundação Getúlio Vargas, em parceria com a Undime (União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação), a Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal e o Movimento pela Base Nacional Comum Curricular, por meio do GT de Educação Infantil, que é composto pelo Instituto Singularidades, Instituto Avisa Lá, Fundação Maria Cecília Souto Vidigal, FGV-Ceipe e a consultora Beatriz Ferraz.

Considerado um complemento ao Guia de Implementação da Base Nacional Comum Curricular, o documento traz informações, orientações e sugestões de atividades e oficinas que podem ser promovidas. O conteúdo está dividido em quatro eixos: As especificidades da BNCC para a Educação Infantil; O papel dos municípios na elaboração de currículos alinhados a BNCC; Como apoiar a revisão dos PPPs nas escolas e creches; O que planejar e abordar na formação continuada.

Aprovada pelo Conselho Nacional de Educação em dezembro de 2017, a BNCC da Educação Infantil passa a valer nas escolas e creches a partir de 2020. O documento nacional define seis direitos de aprendizagem e desenvolvimento para as crianças de 0 a 5 anos e 11 meses (Conviver, Brincar, Participar, Explorar, Expressar e Conhecer-se) e propõe dois eixos estruturantes para a prática pedagógica (interações e brincadeiras), além de apresentar uma organização curricular por Campos de Experiências, com objetivos de aprendizagem e desenvolvimento por faixas etárias.

O documento “BNCC na Educação Infantil” está disponível de forma gratuita e pode ser acessado no site do Movimento pela Base.

Fonte: Porvir/ Foto: StockPlanets, iStockPhoto

02/07/2019


A Undime realiza, na manhã desta terça-feira (2), mais uma reunião do Colegiado Ampliado. O encontro acontece em Juiz de Fora/MG por ocasião do 1º Encontro Internacional de Avaliação Formativa e Digital. Na pauta, constam assuntos como: a apresentação de políticas e programas das Secretarias de Educação Básica e de Alfabetização do MEC; apresentação da parceria entre Fundação Lemann e Undime, no âmbito do ProBNCC; e assuntos internos da Undime. Um dos principais pontos da reunião são questões relacionadas ao 17º Fórum Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação, que será realizado na Bahia, de 13 a 16 de agosto.