UNDIME/MT

30/10/2018

A imagem pode conter: 1 pessoa, área interna
Começou nesta segunda-feira (29), o VII Congresso Brasileiro de Informática da Educação (CBIE) com o tema Educação e Empreendedorismo. O evento acontece até o dia 1º de novembro, em Fortaleza (CE), e é promovido pela Sociedade Brasileira de Computação. São 600 participantes interessados em discutir, compartilhar e divulgar suas atividades e experiências no âmbito das tecnologias na educação.





A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas em pé e área interna
A União dos Dirigentes Municipais de Educação de Mato Grosso (Undime-MT) realizou na quarta-feira (24/10), no auditório da Associação Mato-grossense dos Municípios(AMM), o 3º Encontro de Gestores Municipais da Educação. Estiveram presentes sessenta e dois Dirigentes Municipais de Educação(DME) e cento e oito  técnicos da área em debates sobre a temática “Planejar a Gestão Municipal da Educação para 2019”. A iniciativa contou com o apoio e colaboração do Instituto Natura com especialistas da Plataforma Conviva Educação, da AMM, Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT), do Conselho Estadual de Educação, da União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação (Uncme) e da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat). O Presidente da instituição, Sílvio Aparecido Fidelis, disse que a programação do encontro incluiu palestras de temas importantes para a gestão da educação municipal. “Aqui discutiremos o regime de colaboração e planejar com a plataforma Conviva Educação, que é um sistema de gestão gratuito voltado ao dirigente municipal e equipes técnicas, a Implementação da BNCC e o Plano Municipal de Educação e o novo modelo de monitoramento e avaliação”. Ressaltou ainda que, "quem coordena essas ações educativas dentro dos municípios são os DMEs, é fundamental que os gestores municipais participem dos encontros e da troca de experiências promovidos pela UNDIME/MT e, levem essas discussões para os seus pares”.

Baixe seu certificado e os arquivos, clique aqui


Com valor menor, o último repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) do mês será transferido aos cofres municipais na próxima terça-feira, 30 de outubro. Pouco mais de R$ 1,9 bilhão será partilhado entre as 5.568 localidades, considerando o desconto do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Sem essa retenção, o montante aumenta para R$ 2,3 bilhões. Leia mais


22/10/2018


Vídeo que esclarece dúvidas sobre os recursos recebidos por escolas selecionadas no âmbito do Programa de Inovação Educação Conectada, nos moldes do PDDE.
Considero muito importante que os Conselheiros Escolares estejam atentos para garantir a melhor aplicação desses recursos que contribuirão para o acesso à Internet Banda Larga para toda a escola.

Além disso, é importante pensar coletivamente em estratégias que utilizem a internet como uma eficaz ferramenta para a melhoria da qualidade do ensino e da aprendizagem.



O Serviço de Informação das Nações Unidas (UNIS) em Genebra, na Suíça, e o Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos (ACNUDH) se uniram ao artista espanhol Cristóbal Gabarrón e à Fundação Gabarrón para lançar um concurso internacional de desenho com o objetivo de mobilizar crianças e pré-adolescentes a refletir sobre a importância dos direitos humanos.

A competição internacional “Crianças pelos direitos humanos” convida pessoas de 10 a 14 anos a produzir obras criativas com base em um dos três temas: um direito humano que queira defender fortemente; uma pessoa que admire por seus esforços na defesa e na promoção dos direitos humanos; como defender os direitos humanos de sua própria maneira. leia mais

19/10/2018



Projetos inovadores e os desafios da carreira docente são os destaques do Rede Escola desta sexta-feira (19), às 19h, na TV Escola. O programa vai mostrar o trabalho realizado pela professora Rita de Cássia Garcia, da Escola Estadual Professor Antônio Maria Filho, no bairro do Leblon, no Rio de Janeiro, que criou um projeto que leva os estudantes para conhecer uma universidade por dentro e ajudar na escolha sobre que curso estudar no futuro. Leia mais

18/10/2018



Itaú Social e FCC (Fundação Carlos Chagas) lançaram o Edital de Pesquisa: Anos Finais do Ensino Fundamental – Adolescências, Qualidade e Equidade na Escola Pública para financiar pesquisas aplicadas que apontem recomendações para a superação dos desafios dos 6º ao 9º ano. A 1ª edição destinará R$ 3,68 milhões para o financiamento de até 14 projetos, com duração de até dois anos. O sistema de inscrição para submissão dos projetos estará disponível entre os dias 30 de outubro e 09 de dezembro de 2018 nesta mesma página. Leia o regulamento, veja como participar e confira mais informações no vídeo abaixo. 

O objetivo da iniciativa é fomentar, apoiar e disseminar investigações que estejam comprometidas com a construção de soluções para os desafios e obstáculos à melhoria da qualidade das políticas educacionais e ao funcionamento cotidiano das escolas, com foco na ampliação das oportunidades de aprendizagem de todos os estudantes e na mitigação e superação de desigualdades educacionais dos Anos Finais do Ensino Fundamental. leia mais...


15/10/2018



Com carinho.
Equipe Undime/MT



3º ENCONTRO DE GESTORES
MUNICIPAIS DE EDUCAÇÃO

“PLANEJAR A GESTÃO MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO PARA 2019”

Dia 24 de Outubro de 2018

Auditório da AMM
Av. Historiador Rubens de Mendonça(av cpa) N.3920


Participação
· UNDIME/MT - Silvio Aparecido Fidelis
· SEDUC/MT - Marioneide Angélica Kliemaschewsk
· AMM - Neurilan Fraga
· CEE - Adriana Tomasoni
· UNCME/MT - Edemar Jorge Kamchen
· SINTEP - Jocilene Barboza dos Santos

Palestrantes Convidados
· Alfredo Tomoo Ojima
· Irene da Costa
· Marioneide Angelica Kliemaschewsk
· Palmira Tolotti Piai
· Rinalda Bezerra Carlos
· Silvio Aparecido Fidelis
· Vanilda Mendes

Inscrições clique aqui.

11/10/2018



O prazo para escolha das obras Programa Nacional do Livro e do Material Didático Literário 2018 começa no próximo dia 18 de outubro. Segundo o anúncio realizado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), escolas de todo o país poderão selecionar as obras que usarão durante o próximo ano letivo até o dia 31 de outubroSaiba mais

10/10/2018






Nesta terça-feira o Presidente da Undime MT Silvio Fidélis esteve presente na entrega do Texto Referência da Base Nacional Comum Curricular pela Seduc. Foi uma manhã de muita reflexão em meio a tantos acontecimentos em nosso País, permitindo os presentes refletir sobre toda a trajetória da Base. Nossos agradecimentos a todos que desempenharam essa linda missão que é a Educação.

02/10/2018


O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) divulgou a lista de funcionários do Banco do Brasil (BB) que farão articulação com as seccionais da Undime e as secretarias estaduais de Educação em todos os estados do Brasil. A divulgação acontece após pedido da Undime como resultado da audiência da instituição com o Ministro da Educação, Rossieli Soares, realizada em julho deste ano.

Os pontos focais, colaboradores que atuam em cada uma das suas superintendências estaduais do BB, serão responsáveis por esclarecer dúvidas relacionadas ao Programa e ajudar na elucidação dos principais entraves relatados ao MEC. A expectativa é que a aproximação entre Secretarias de Educação e representantes do Banco promova a simplificação do processo, trazendo orientações mais objetivas aos Dirigentes Municipais e Unidades Executoras, a respeito dos procedimentos para implantação e uso do cartão. leia mais...

Apesar de ter ampliado o número de matrículas escolares e estar próximo de universalizar a educação obrigatória para crianças e jovens entre 4 e 17 anos, o Brasil patina nos índices de desempenho escolar e mantém enorme desigualdade entre seus jovens. Sete em cada dez alunos de 15 anos apresentam dificuldades em tarefas de matemática; e mais da metade dos estudantes têm baixo desempenho em leitura e em ciência, segundo estudo da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) divulgado em 2016.

Mas e se incluir a criança mais cedo na escola fosse uma forma de reduzir as desigualdades e influenciar decisivamente os resultados delas no futuro? Pesquisas apontam para isso: a experiência na educação infatil favorece o desenvolvimento intelectual e social das crianças. Um estudo feito no Reino Unido acompanhou 3 mil crianças ao longo de quatro anos e mostrou que o ingresso em ambiente escolar aos 3 anos está relacionado com maior desenvolvimento inte­lectual entre 6 e 7 anos, com maior autonomia, concentração e sociabilidade entre colegas. A pesquisa EPPE (The Effective Provision of Pre-school Education Project) revelou ainda que a experiência pré-escolar era importante, sobretudo, para crianças de famílias vulneráveis socialmente. leia mais...

Os resultados finais das escolas que participaram do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) 2017 já estão disponíveis no Portal do Inep. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) disponibilizou o Boletim das Escolas de todas as instituições de ensino que atenderam aos critérios para divulgação dos resultados, como previsto na Portaria nº 447/2017: ter tido pelo menos dez alunos presentes da aplicação dos instrumentos e ter alcançado a taxa de participação de, pelo menos, 80% dos alunos matriculados, conforme dados declarados pela escola ao Censo Escolar 2017. O Saeb foi aplicado, em outubro e novembro do ano passado para mais de 5,4 milhões de estudantes de mais de 70 mil escolas.

O Boletim da Escola mostra o desempenho no Saeb de forma contextualizada, permitindo que cada unidade escolar conheça os seus resultados e alguns dados referentes ao cenário estadual, municipal e nacional. O Boletim da Escola é público, podendo ser acessado por qualquer interessado. O acesso pode ser realizado com o Código Inep da escola ou simplesmente identificando ano, UF, município e dependência administrativa. O acesso é pelo Sistema Saeb. As escolas que não cumpriram os requisitos da Portaria nº 447/2017 não têm os resultados divulgados. Dúvidas podem ser encaminhadas pelo e-mail provabrasil.resultados@inep.gov.br.


"Após dois anos de vigência da lei que estabelece a criação dos Planos Municipais pela Primeira Infância, não existe sequer o balanço de quantas das 5.570 cidades brasileiras cumprem a legislação. Sem atingir as primeiras metas do Plano Nacional da Educação, com número insuficiente de vagas para a pré-escola, a União já adiou também o prazo para oferta de creches.

Para o presidente da União Nacional de Dirigentes da Educação (Undime), Alessio Costa Lima, o investimento público em educação para esta faixa etária é menor que para as outras. O Brasil tem mais dois anos para ofertar vagas de educação infantil para pelo menos 50% das crianças de até três anos de idade, mas está longe de atingir a meta, que é uma das 20 estabelecidas para serem cumpridas entre 2011 e 2020. Atualmente, apenas 32% das crianças são atendidas, segundo relatório do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). leia mais...