UNDIME/MT

30/11/2017

 

Ao reunir gestores públicos, acadêmicos, especialistas em educação e instituições do terceiro setor, o Movimento Colabora Educação concretiza seu objetivo de disseminar o conhecimento produzido sobre Regime de Colaboração e assim induzir a continuidade da investigação e do debate e a replicação dos mecanismos existentes no território.
O Movimento Colabora Educação tem o objetivo de fomentar e fortalecer ações cooperativas entre os entes federados no âmbito das políticas públicas de educação, entendendo-as como uma condição necessária para a melhoria dos resultados de aprendizagem de todos. O Movimento é formado por varias instituições.


Selecionados pelo Desafio Start-Ed, Douglas Neves e Nadine Heisler Wassmer querem construir plataforma para facilitar acompanhamento individual de alunos.
Separados por quase 1.200 quilômetros, o professor Douglas Neves, da rede municipal do Rio de Janeiro, e a empresária Nadine Heisler Wassmer, que atualmente mora em Florianópolis (SC), estão trabalhando juntos para construir uma plataforma que pode facilitar o acompanhamento individual da trajetória escolar de crianças e adolescentes.
Com o desejo de contribuir para a adoção de um modelo educacional que respeita os diferentes ritmos e interesses de aprendizagem de cada estudante, eles foram conectados por meio do Desafio Start-Ed, que identificou e selecionou 12 empreendedores brasileiros para desenvolver tecnologias que ajudam a transformar a aprendizagem. leia mais...

Secretários-executivos e técnicos da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e representantes do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) de todos os estados do país se reuniram refletir e planejar a implementação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). leia mais...

Projeto nos colégios incorpora às antigas salas de informática elementos digitais e de robótica
SÃO PAULO - Furadeiras, computadores, impressora 3D, cortadora a laser e máquina de costura estão entre os elementos a serem utilizados em sala de aula no Laboratório de Educação Digital (LED) que foi inaugurado nesta quarta-feira, 22, pela gestão João Doria (PSDB) no Centro Educacional Unificado (CEU) Pera Marmelo, no Jardim Santa Lucrécia, zona norte da capital. O modelo faz parte do projeto CEU 21, que, segundo a Prefeitura, deve ser levado para os 46 CEUs e toda a rede municipal até 2020. leia mais...

Nova política nacional para conectar escolas públicas
Em 2016, a Fundação Lemann — junto com o CIEB, ITS-Rio e Instituto Inspirare — colocou em pauta a necessidade de uma política nacional que garanta acesso à internet de alta velocidade nas escolas de todo Brasil. Realizamos estudos, discutimos quais seriam os princípios para uma política eficaz de inovação tecnológica nas escolas, e possibilitamos encontros relevantes entre o Governo Federal com atores como Richard Cullata, responsável pelo programa de conectividade do governo de Barack Obama (EUA).
Em 23 de novembro de 2017, o Ministério da Educação (MEC) lançou a Política de Inovação Educação Conectada, que prevê a conexão em alta velocidade de todas as escolas públicas do país até 2024. Além disso, a política inclui um plano de formação continuada para professores e gestores, com cursos sobre práticas pedagógicas inovadoras.
Esse compromisso do Governo Federal marca o início de ainda mais trabalho, para garantirmos que a política seja implementada e também aperfeiçoada para melhor atender às necessidades de educadores e alunos de todo o Brasil. leia mais

22/11/2017


Atenção.
Disponível Avaliação e Certificado de Participação no Encontro Regional 2017 - Pólo Confresa/MT com o tema “Diálogos Pedagógico: Espaços de Aprendizagem e Avaliação na Educação Infantil”, sua avaliação é muito importante para melhoria do nosso atendimento, participe.
Após enviar, você será direcionado para baixar o seu Certificado e todos os arquivos apresentados durante o Evento. Clique aqui.



Filho de peixe, peixinho é. O ditado popular é indicado para falar dos gêmeos de 15 anos, Sávio e Patrick Saul Amaral. Os dois são filhos do professor Antônio Cardoso Amaral e, como o pai, já se destacam na Olimpíada Brasileira de Matemática (Obmep). Juntos, têm cinco medalhas, entre elas três de ouro como a que receberam ontem (14), na cerimônia de premiação da 12ª edição da Olimpíada, de 2016, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, no centro da cidade. Os adolescentes estavam entre os 501 alunos de escolas públicas que receberam medalha de ouro. Ainda na cerimônia, 1.500 estudantes levaram para casa medalhas de prata e 4.500 conquistaram as de bronze. Outros 42.482 tiveram menções honrosas. leia mais...
A Comissão de Educação da Câmara aprovou proposta do Senado que institui a Política Nacional de Leitura e Escrita (PL 7752/17), como estratégia permanente para promover o livro, a leitura, a escrita, a literatura e as bibliotecas de acesso público no Brasil.
Proposta pela senadora Fátima Bezerra (PT-RN), a política será elaborada a cada dez anos pelos ministérios da Cultura e da Educação, de forma participativa, assegurada a manifestação do Conselho Nacional de Educação, do Conselho Nacional de Política Cultural e de representantes de secretarias estaduais, distritais e municipais de cultura e de educação, da sociedade civil e do setor privado.leia mais...
Em razão da demanda apresentada pelo Programa Novo Mais Educação (PNME), o Ministério da Educação (MEC) decidiu prorrogar o prazo para lançamento das marcações das avaliações. Assim, as escolas devem se organizar para realizar as marcações no sistema de monitoramento até o dia 24 de novembro de 2017.
O objetivo das avaliações é monitorar a implementação do Novo Mais Educação e observar a influência de suas ações na aprendizagem dos estudantes.O Sistema de Monitoramento e Acompanhamento da execução do PNME nas redes e escolas públicas brasileiras foi desenvolvido pelo Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação (Caed) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). De acordo com o MEC, a ideia é que o Caed realize uma devolutiva dos resultados das avaliações. Na ocasião, será apresentada uma análise pedagógica com os resultados sobre o desempenho dos estudantes nos testes, bem como um roteiro para leitura e interpretação dos resultados, cujo objetivo é auxiliar as escolas na apropriação das informações produzidas a partir da avaliação.
Evento ocorrerá nesta terça-feira, 21/11, em Brasília, e terá transmissão ao vivo
O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e a Secretaria de Educação Básica do Ministério da Educação (SEB/MEC) promovem nesta terça-feira, 21/11, o 1° Encontro técnico com os gestores dos programas de Educação Infantil, na sede do FNDE, em Brasília. O evento tem como principal objetivo esclarecer dúvidas dos técnicos municipais sobre a execução financeira dos programas educacionais nas regiões brasileiras.
Neste primeiro encontro participarão representantes dos municípios que receberam recursos em exercícios anteriores e dispõem de saldo em conta. De acordo com a Assessoria de Educação Corporativa do FNDE, a iniciativa visa aproximar a autarquia dos entes executores, bem como promover a correta utilização dos recursos, possibilitando o desenvolvimento da educação infantil em todo o país. leia mais...

18/11/2017

Governo brasileiro oferece curso de inglês online e gratuito: Plataforma My English Online conta com curso de inglês online e gratuito de acordo com o nível do aluno, do iniciante ao avançado. Saiba mais e inscreva-se!

17/11/2017

A equipe da Undime/MT juntamente com o Conviva Educação, promoveu uma formação técnica para toda a equipe da Secretaria Municipal de Educação de Poconé, a Secretária Ornella Proença ficou encantada com a platarfoma Conviva Educação como ferramente de suporte a gestão educacional, a equipe toda esteve envolvida nas atividades online, foi ministrado formação sobre prestação de contas dos recursos federais no sistema do SIGPC, SIGECON, PAR e foi abordado as formações do PNAIC.

  

12/11/2017

Elisângela Dell-Armelina Suruí construiu material didático junto com seus alunos e deu a eles o direito de aprender na língua materna, a paiter-suruí.

“Vocês não estão aqui, não pôde vir ninguém, porque é muito longe e muito difícil, mas eu sinto a presença de vocês em cada um que está nesta plateia”, disse emocionada a professora Elisângela Dell-Armelina Suruí, após agradecer na língua paiter e erguer o troféu de Educadora do Ano de 2017. Ao se referir aos índios da aldeia onde vive, ela marcou o momento culminante da celebração de 20 anos do Prêmio Educador Nota 10, na noite de 30 de outubro na Sala São Paulo. leia mais...

As escolas públicas municipais, estaduais e federais e as escolas privadas podem ficar obrigadas a manter exemplares da Constituição Federal, da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), do Estatuto da Criança e do Adolescente, do Estatuto da Juventude, do Estatuto do Idoso, do Estatuto da Igualdade Racial, do Estatuto da Pessoa com Deficiência e da Lei Maria da Penha. É o que determina o Projeto de Lei do Senado (PLS) 325/2015, que está na pauta da reunião da Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) desta quarta-feira (8), às 11h. Pelo texto a ser votado, os estabelecimentos de ensino deverão manter, no mínimo, dois exemplares em local visível e de fácil acesso ao público. Se as escolas não cumprirem o que determina a proposta, deverão organizar seminários sobre os temas dos textos legislativos que não tiver mantido disponíveis. leia mais...


A Comissão do Esporte aprovou, com emenda, projeto de lei que premia as escolas públicas bem colocadas nos jogos escolares organizados pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e garante incentivos para o aperfeiçoamento esportivo dos estudantes e professores. O objetivo da proposta – Projeto de Lei 2084/15 –, segundo o autor, deputado Alexandre Leite (DEM-SP), é incentivar a prática de esportes na rede pública e a participação desses alunos em competições nacionais. Pelo projeto, alunos do ensino público que forem campeões nos jogos escolares poderão levar uma premiação em dinheiro para a escola onde estudam, além de medalhas e troféus. A proposta também dobra a quantia de dinheiro que atualmente é repassada das loterias federais para o desenvolvimento do esporte escolar no País. leia mais...


O deputado Aureo (SD-RJ) apresentou projeto de lei que cria nas escolas o cargo de Professor de Apoio Especializado em Educação Especial, para atender os alunos com necessidades educacionais especiais, preferencialmente em classes comuns do ensino regular. O profissional trabalhará alunos que apresentem dificuldades acentuadas de aprendizagem ou limitações no processo de desenvolvimento, dificuldades de comunicação e sinalização diferenciadas, e altas habilidades (superdotação). A atuação do professor se pautará por ações de caráter pedagógico e social. Esta última envolve ações afirmativas, mediadoras e formativas. leia mais...