UNDIME/MT

28/09/2017


A formação presencial da Rede de Ancoragem da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro ocorreu nos dias 14 e 15 de setembro de 2017 no Mato Grosso Palace Hotel na cidade de Cuiabá. O encontro contou com participantes dos 15 polos do Centro de Formação e Atualização dos Profissionais da Educação Básica e 21 de secretarias municipais de educação, entre eles técnicos de secretarias, coordenadores e professores de escolas. Além disso, participaram 04 professoras que chegaram às etapas finais do concurso de produção textual do Programa no ano de 2016. Duas delas atuam na rede estadual de ensino de Mato Grosso na cidade de Cuiabá; elas foram semifinalistas nas categorias Crônica e Poema. Outras duas atuam na rede municipal de ensino de Campo Novo do Parecis; uma foi semifinalista na categoria Memórias Literárias, a outra finalista em Crônica. A Olimpíada de Língua Portuguesa é um Programa federal de autoria da Fundação Itaú Social, do Centro de Pesquisa e Estudo em Educação, Cultura e Ação Comunitária e do Ministério da Educação. A amplitude nacional do seu raio de ação conta ainda com o apoio do Conselho Nacional de Secretários de Educação e da União Nacional dos Dirigentes Municipais em Educação. Sua execução nessa articulação começa em 2008 e desde 2009 ocorre a formação presencial nos estados que aderem à sua política. O Programa dissemina uma metodologia de trabalho com a Língua Portuguesa baseado nos gêneros textuais como objeto de ensino e nas sequências didáticas como modelo didático. A sua pretensão principal é melhorar as práticas de ensino-aprendizagem de leitura e escrita nas escolas das redes públicas de ensino de todo o Brasil. Com base nessa direção pretendida, nos encontros de formação presencial, o docente formador, que sempre é um professor de Universidade Federal no estado-sede da formação local, centra-se no conhecimento do objeto e da metodologia disseminados pelo Programa e nos recursos formativos que disponibiliza.
Shirlei Neves dos Santos – Coordenadora do Programa no estado de Mato Grosso Seduc-MT

Link com o material utilizado no evento e os certificados dos participantes.


Membros da diretoria executiva nacional e presidentes estaduais das 26 seccionais da Undime estão reunidos, em Brasília, para a primeira reunião do colegiado ampliado da instituição. O encontro acontece durante três dias (27, 28 e 29 de setembro).
Na noite desta quarta (27) e quinta (28), o secretário de Educação Básica do Ministério da Educação (SEB/ MEC), Rossieli Soares da Silva, e membros da equipe da SEB vão falar sobre programas e projetos da secretaria, como por exemplo: Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (Pnaic), Programa Novo Mais Educação, Base Nacional Comum Curricular (BNCC), Política Nacional de Formação de Professores e a Política Nacional de Inovação e Tecnologia em Educação (Pnite). leia mais...

27/09/2017

Representantes das presidências das 26 seccionais da Undime participam, nesta quarta (27) e quinta-feira (28), do Seminário Internacional Desafios e Oportunidades para os Anos Finais do Ensino Fundamental no Brasil. O evento, promovido pelo MEC em parceria com o Banco Mundial, o Unicef e o Instituto Inspirare, acontece em Brasília e aborda também as políticas públicas que podem suavizar a transição dos anos finais do ensino fundamental para o ensino médio e como os sistemas educacionais podem garantir uma aprendizagem equitativa.
A Presidente da Undime/MT Terezinha Assmann, se faz presente neste evento representando a instituição. 
Os desafios dos anos finais do ensino fundamental são inúmeros. Para debater o que as escolas podem fazer para engajar e envolver os adolescentes, o encontro também abordará as políticas públicas que podem suavizar a transição dos anos finais do ensino fundamental para o ensino médio e como os sistemas educacionais podem garantir uma aprendizagem equitativa.













22/09/2017



Comissão avaliadora do Prêmio IPL Retratos da Leitura se reúne, discute pesos para os critérios de avaliação por categoria e conhece projetos inscritos em nossa grande celebração à leitura

Na tarde de 18 de setembro foi dado o pontapé inicial de um importante e longo caminho que será percorrido pela comissão avaliadora do Retratos da Leitura 2017. Na ocasião, especialistas do mundo da leitura tiveram o primeiro contato com os inscritos para a disputa do Prêmio IPL . “Entramos na etapa de olhar os projetos, fazer uma primeira avaliação das dificuldades e das realidades dos trabalhos de cada categoria”, afirma Volnei Canônica, diretor do Centro de Leitura Quindim. “Isso vai dar um bom panorama para chegarmos aos 40 finalistas que serão apresentados aos jurados de forma justa”. leia mais...

20/09/2017




O Impulsiona Educação Esportiva, projeto do Instituo Península, oferece formações às escolas do Programa Novo Mais Educação (PNME). Voluntários, professores, facilitadores e articuladores do Programa terão acesso a cursos online e conteúdos digitais desenvolvidos para ampliar a oferta de esportes nas escolas, utilizar a educação esportiva para o desenvolvimento integral dos alunos e valorizar a cultura esportiva local. As formações são gratuitas e resultado de uma cooperação técnica estabelecida entre o Ministério da Educação, a Undime, o Consed e o Instituto Península. A ideia central do programa é capacitar os professores, coordenadores pedagógicos e, prioritariamente, facilitadores e articuladores do Programa Novo Mais Educação, para que sejam grandes impulsionadores da educação esportiva nas escolas em que atuam. leia mais...
 




O sexto número da série “PNE em Movimento” já está disponível no portal do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo monitoramento da evolução no cumprimento das metas do Plano Nacional de Educação (PNE). Com o tema “A Educação Especial no Contexto do Plano Nacional de Educação”, a publicação se concentra na meta 4, sobre a universalização do atendimento escolar aos estudantes com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades ou superdotação, preferencialmente nas escolas com modalidade de ensino regular. leia mais...



Voltado a professores de língua portuguesa de escolas públicas de todo país, o curso Leitura vai, escrita vem: práticas em sala de aula está com inscrições abertas. Educadores de outras disciplinas interessados em trabalhar a leitura em sala de aula também podem se candidatar. As aulas vão de 18 de setembro a 13 de outubro.
O curso é totalmente gratuito e oferece duas mil vagas na modalidade on-line, com foco nos ensinos fundamental e médio. A iniciativa é parte da Olimpíada de Língua Portuguesa - Escrevendo o Futuro, promovida pela Fundação Itaú em parceria com o MEC. Os participantes receberão certificado.
Entre os objetivos do curso, destacam-se oferecer reflexões teóricas e sugestões práticas para os professores que queiram aprimorar dinâmicas de sala de aula para o ensino de leitura na escola; promover a autonomia e a desenvoltura do professor para criar e adaptar suas aulas, levando em conta os conhecimentos prévios de seus alunos; e aguçar a percepção para diferentes maneiras de ler um texto. Serão estudados modos de trabalhar com o texto em sala, efeitos de sentido de recursos expressivos e a variação nos gêneros do discurso.

As inscrições podem ser feitas aqui.
 


O governo não deverá abrir mão da proposta de antecipar a alfabetização das crianças para o 2º ano do ensino fundamental, como está previsto no texto da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) enviado pelo Ministério da Educação (MEC) ao Conselho Nacional de Educação (CNE). Atualmente, as diretrizes curriculares determinam que o período da alfabetização deve ser organizado pelas escolas até o 3º ano do ensino fundamental. Esse também é o prazo previsto no Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa, que estabelece que todas as crianças estejam alfabetizadas até os 8 anos de idade. No entanto, o texto da Base Nacional encaminhado ao CNE prevê que as crianças deverão ser capazes de ler e escrever até o 2º ano do ensino fundamental, geralmente aos 7 anos. leia mais...
O Conselho Nacional de Educação (CNE) aprovou, na terça-feira, de forma unânime o parecer que autoriza o uso de nome social nas escolas de educação básica. A partir da resolução, os colégios passarão a ter uma normatização sobre como devem proceder na utilização do nome social de travestis e transexuais. Mas, para isso, a medida ainda precisa ser homologada pelo Ministério da Educação (MEC). leia mais...

15/09/2017


Atenção - O encontro "Diálogos Pedagógico: Espaços de Aprendizagem e Avaliação na Educação Infantil", que ocorreria em Confresa dias 18 a 20 de Setembro e o "1º Fórum de Educação Infantil do polo Leste I" que ocorreria em Água Boa dias 21 e 22 de Setembro, ficam adiados para dias 07 a 09 de Novembro em Confresa e dias 09 e 10 de Novembro em Agua Boa respectivamente.

As inscrições já efetuadas e todas as palestras e oficinas continuam inalteradas.

O motivo foi porque a Palestrante Regina Shudo precisou passar por um repouso médico inesperado, ela lamenta o ocorrido e aguarda a todos, nas novas datas marcadas.

A equipe da Undime/MT esta a disposição para quaisquer esclarecimentos. 

14/09/2017

Presença da representante do Cenpec Maria Alice Armelin, Professora Simone da UFMT,  Dirigente Municipal de Educação de Mirassol do Oeste Eva Alves do Nascimento representando a  Undime/MT e o Professor Gino Francisco Buzato da SUFP/SEDUC.

 
 


13/09/2017

https://form.jotformz.com/72464395900662

Estão aberto as inscrições para participação no evento - 1º Fórum de Educação Infantil do polo leste I, com a Pedagoga, Especialista em Educação Infantil, Regina Shudo.

O evento será realizado no município de Água Boa, dias 21 e 22 de Setembro, Local: UAB - Rua 1, nº 2301, Bairro: Setor Norte.

Serão abordados os seguintes temas:
Educação Infantil.
Conviva Educação;

SIGPC prestação de contas dos programas federais;
SIGECON gestão dos conselhos.

As inscrições são gratuitas o prazo termina dia 15/09;
Hospedagem e alimentação por conta de cada participante;
Somente para municípios da Regional Leste I

Clique aqui e faça sua inscrição👇👇👇 

Link: https://form.jotformz.com/72464395900662

A Programação está anexo a inscrição.
https://form.jotformz.com/72463868100658

Estão aberto as inscrições para participação no evento - Diálogos Pedagógico: Espaços de Aprendizagem e Avaliação na Educação Infantil, com a Pedagoga, Especialista em Educação Infantil, Regina Shudo.
O evento será realizado no município de Confresa dias 18, 19 e 20 de Setembro, Local: Cefapro - Rua Ayrton Senna, nº 86 - Centro - CEP.: 78652-000.
Serão abordados os seguintes temas:
Educação Infantil.
Conviva Educação;
PNAIC;
SIGPC prestação de contas dos programas federais;
SIGECON gestão dos conselhos.



As inscrições são gratuitas e limitadas a 05 pessoas por município, o prazo termina dia 14/09;
Hospedagem e alimentação por conta de cada participante;
Somente para municípios da Regional Nordeste I e II

Clique aqui e faça sua inscrição👇👇👇
Link: https://form.jotformz.com/72463868100658

A Programação está anexo a inscrição.

Debater a terceira versão da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e colher subsídios para análise e elaboração do parecer e da resolução que o Conselho Nacional de Educação (CNE) fará. Esse é o objetivo das audiências públicas realizadas pelo CNE, nas cinco regiões do país, entre os meses de junho e setembro deste ano. Brasília sediou a última audiência pública, referente à Região Centro-Oeste, realizada nesta segunda-feira, 11 de setembro. leia mais...



Os brasileiros que recebem auxílio do Programa Bolsa Família poderão ter incentivos para comprar material escolar. É o que determina o Projeto de Lei do Senado (PLS) 122/2013, aprovado pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) nesta terça-feira (5). A matéria agora segue para a Comissão de Assuntos Sociais (CAS), em decisão terminativa.
Pelo texto, da senadora Lúcia Vânia (PSB-GO), a União poderá firmar convênios com estados, municípios e Distrito Federal para a adoção de programas de transferência de recursos para aquisição de material escolar. O público-alvo são as famílias com crianças e adolescentes entre 4 e 17 anos de idade que estejam matriculados em escolas públicas. leia mais...



Escolas que declararam dados incompletos ou que necessitam corrigir informações repassadas para o Censo Escolar 2017 já podem fazer as alterações no Sistema Educacenso. Com a reabertura do sistema, nesta segunda-feira, 11, as escolas têm uma nova oportunidade para fazer retificação, inclusão ou correção de informações referentes aos dados declarados. Esse prazo vai até 11 de outubro. leia mais...

A Comissão de Educação aprovou proposta que destina recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) para a aquisição, preferencialmente da agricultura familiar, de sementes e outros insumos necessários à implantação de hortas em escolas públicas de educação básica.
Relator no colegiado, o deputado Alex Canziani (PTB-PR) defendeu a aprovação, com emenda, do substitutivo da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural ao Projeto de Lei 5518/16, do deputado licenciado Marx Beltrão.

Agricultura familiar
A emenda de Canziani estabelece preferência às compras realizadas de agricultores familiares. leia mais...

Na manhã desta terça-feira, 12 de setembro, a Undime participou do Ciclo de Debates “A importância do Fundeb para o desenvolvimento regional”. O presidente da Undime e Dirigente Municipal de Educação de Alto Santo (CE), Alessio Costa Lima, representou a instituição na mesa de abertura junto ao coordenador-geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, Daniel Cara; o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), Heleno Araújo; e a representante do Ministério da Educação, Sylvia Gouveia. O debate foi realizado na Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo do Senado e conduzido pela presidente da comissão, senadora Fátima Bezerra (PT/ RN). leia mais...



Em audiência pública na Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) nesta terça-feira (12), especialistas concordaram que as políticas educacionais do governo devem ser direcionadas aos mais pobres se o Brasil quiser atingir as metas do Plano Nacional de Educação (PNE). O diagnóstico foi apresentado em um balanço dos três primeiros anos do PNE. Para Herton Araújo, representante do Ipea, o cumprimento das metas do plano foi prejudicado pelas crises política e econômica. leia mais...
Reunião  de representantes da Undime/MT, Terezinha Assman e AMM, Lieda com a pauta Processo Seletivo Simplificado.


Acompanhe mais esta videoconferência do Conviva!
Saiba como apresentar suas demandas e construir o planejamento no Plano de Ações Articuladas (PAR) para o período que segue até 2019.
Assista ao vídeo na segunda-feira, dia 18, às 10h, neste link:http://bit.ly/2gZDIk9
Desde já, registre suas dúvidas aqui: http://bit.ly/2vT2eWQ

A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, texto

11/09/2017


A Presidente da Undime/MT Terezinha Assmann e a Secretaria de Educação Lenir Vronski, participam da Audiência Publica sobre a BNCC que acontece em Brasília.

A Base Nacional Comum Curricular é um documento de caráter normativo que define o conjunto orgânico e progressivo de aprendizagens essenciais que todos os alunos devem desenvolver ao longo das etapas e modalidades da Educação Básica. Conforme definido na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB, Lei nº 9.394/1996), a Base deve nortear os currículos dos sistemas e redes de ensino das Unidades Federativas, como também as propostas pedagógicas de todas as escolas públicas e privadas de Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio, em todo o Brasil. 

04/09/2017

 

SMEC INICIA DIÁLOGO COM ETNIAS INDÍGENAS DE BRASNORTE PARA TRATAR DA ESTADUALIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO DOS POVOS IRANTXÊ MANOKY E RIKBAKTSA

A Secretaria Municipal de Educação e Cultura – SMEC se reuniu com as lideranças indígenas das etnias IRANTXÊ MANOKY e RIKBAKTSA, para o início do diálogo sobre a possível estadualização da educação indígena no município. No primeiro momento a Secretária Municipal de Educação e Cultura Terezinha Assmann sentou com as lideranças dos dois povos (Caciques, diretores, coordenadores e alguns professores das escolas indígenas), para passar a real situação da educação no município de Brasnorte. A secretária explicou que a estadualização não causará nenhum prejuízo na educação indígena e que a transferência se faz necessária para que o município consiga cumprir com os seus compromissos, haja vista que, a queda na receita municipal tem dificultado a manutenção destas escolas. Terezinha disse ainda que a estadualização das escolas indígenas representará um montante significante a menos na folha do município, mas que os povos indígenas não perderão o vínculo com o município, que continuará com alguns compromissos de obrigatoriedade municipal. leia mais...


A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) é um documento normativo que define o conjunto progressivo de aprendizagens essenciais que todos os alunos devem desenvolver ao longo da Educação Básica. Assim, segue para conhecimento e discussão com os profissionais da rede  e do seu território o  Guia de Implementação da Base BNCC, o qual é fruto do trabalho integrado entre Consed e Undime para apoiar gestores estaduais e municipais no percurso de (re)elaboração da proposta curricular de suas redes. Posteriormente, o Guia será complementado com sugestões de ações para outras etapas da implementação, tais como a formação de professores, ajustes de materiais didáticos e de avaliações. Os recursos apresentados no Guia podem ser úteis em qualquer modelo de processo que a sua rede venha a definir. A intenção é ajudar a equipe gestora a organizar o trabalho para que possa produzir um documento que tenha como referência as aprendizagens pautadas pela BNCC, que revele a identidade de cada localidade ou região e que seja apropriado pelos educadores como um documento orientador da sua prática. Comunicamos  que acontecerá no dia 11/09, em Brasília, a 5ª Audiência Pública, Região Centro – Oeste,  para ouvir as contribuições da sociedade sobre a terceira versão da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). As audiências são abertas a quem quiser participar, com inscrições online, e são transmitidas ao vivo, na internet, pelo MEC e pelo Canal Futura.

01/09/2017


O ministro da Educação, Mendonça Filho, anunciou a liberação de R$ 162,6 milhões para a educação brasileira, durante o evento FNDE em Ação, em Campo Grande. Do total de recursos anunciados nesta segunda-feira, 21, R$ 143 milhões serão destinados à realização de obras e R$ 19,5 milhões a materiais e ao transporte escolar. Para o estado de Mato Grosso do Sul, serão destinados R$ 1,9 milhão para obras e R$ 3,1 milhões para transporte escolar. leia mais...