UNDIME/MT

20/12/2017













.

18/12/2017














A plataforma Conviva Educação oferece aos dirigentes municipais de educação a oportunidade de traçar um diagnóstico dos processos de gestão no cotidiano da Secretaria de Educação.
A ideia é propor um conjunto de questões que estimulem a autoavaliação dos processos de gestão de cada secretaria (ou áreas de atuação), para identificar quais são os pontos fortes e verificar quais os processos de gestão podem ser aprimorados. Além disso, a partir do diagnóstico, pretende-se oferecer às secretarias um relatório personalizado com sugestões e recomendações elaboradas por especialistas para melhorar os processos de gestão por meio de uma devolutiva que será encaminhada após o preenchimento de cada questionário. Veja aqui um modelo de devolutiva: http://bit.ly/2jnny2g

A adesão à Política de Educação Conectada está aberta no Sistema Integrado de Monitoramento Execução e Controle (Simec) no módulo “Educação Conectada”. Objetivo da nova política é universalizar o acesso à internet de alta velocidade nas escolas, a formação de professores para práticas pedagógicas mediadas pelas novas tecnologias e o uso de conteúdos educacionais digitais em sala.
No momento de adesão, as secretarias de educação devem realizar a seleção das escolas e indicar um articulador do Programa que será responsável por atuar, em nível local, na elaboração do diagnóstico e do Plano Local de Inovação da rede. O módulo do Simec está articulado com o módulo do PDDE Interativo, também denominado “Educação Conectada”, para o uso das escolas no que se refere ao Programa.
A política de Educação Conectada, lançada em novembro deste ano, está inserida no âmbito do Programa de Inovação Educação Conectada, instituído por meio do Decreto nº 9.204, de 23 de novembro de 2017, que está em consonância com a estratégia 7.15 do Plano Nacional de Educação. leia mais...

A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara aprovou proposta (PL 6498/16) que inclui na Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) (9.394/96) a possibilidade das escolas situadas em áreas de campo utilizarem metodologias apropriadas à realidade dos alunos.
Entre essas metodologias, está a Pedagogia da Alternância, pela qual o jovem alterna períodos dentro da escola cumprindo atividades curriculares com momentos de prática no campo.
O autor da proposta, deputado Helder Salomão, do PT do Espírito Santo, explicou que essa metodologia dá aos alunos a oportunidade de continuarem estudando enquanto ajudam seus pais nas tarefas rurais, como a colheita por exemplo.
"A escola adapta todo o seu conteúdo, o calendário escolar à realidade dos estudantes e o jovem, para não abandonar a escola, ele tem a oportunidade de, ao mesmo tempo, trabalhar na lavoura e estudar. Então, no período da colheita, o calendário é flexibilizado para que os jovens possam atuar na colheita e no outro período eles estejam na escola. Então é uma forma de nós adaptarmos a escola, a educação do campo à realidade dos nossos jovens e adolescentes." leia mais...
O Conselho Nacional de Educação aprovou nesta sexta-feira, 15, a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), documento normativo que estabelece com clareza os processos essenciais que os alunos devem desenvolver em cada etapa da educação básica brasileira, assegurando os seus direitos de aprendizagem. O documento segue para homologação do ministro da Educação, Mendonça Filho. Com a norma, o Brasil terá pela primeira vez uma BNCC do ensino fundamental, que servirá de parâmetro para a construção dos currículos pelas escolas e redes de ensino. leia mais...

Na noite desta segunda-feira (11), foram anunciados os grandes vencedores da décima segunda edição do Prêmio Itaú-Unicef, que seleciona convênios que promovem ações de educação integral. São quatro parcerias entre organizações da sociedade civil e escolas públicas: Cultura, esporte e cidadania (grande porte), de Criciúma (SC) ; Projeto Olho Vivo (médio porte), de Niterói (RJ); Aluno repórter (pequeno porte), de Bragança (PA); e Circulando a cultura na escola (micro porte), Major Sales (RN).
Os convênios ganharão R$ 200 mil que deverão ser integralmente revertidos para os projetos; metade da verba vai para o colégio e o restante, para a instituição parceira. Foram destaque ainda projetos que receberam menção honrosa: Juventude comunica direitos, de Trairi (CE); Educação cidadã, de Florianópolis (SC); Primeiros passos na educação integral, de Getulina (SP); Cordeletrando - educar, rimar, transformar, de Campos Sales (CE); e Yvyra Yky - educação sócio-cultural-ambiental guarani Terra Vida, Viamão (RS). leia mais...

Em audiência pública na Câmara, governo afirma que assunto deve ser tratado em proposta de emenda constitucional. O relator da proposta, deputado Edmilson Rodrigues, reconhece a necessidade de negociar mais o tema entre os entes federativos.
Responsáveis pela manutenção das creches públicas, os municípios são os maiores interessados na aprovação do projeto de lei que aumenta os recursos para a educação infantil no Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb). O assunto foi tema de debate na Comissão de Finanças e Tributação da Câmara nesta quinta-feira (7).
A audiência pública discutiu o Projeto de Lei 7029/13 que aumenta de 10% para 50% a complementação que o governo federal faz para financiar o Fundeb. A proposta também aumenta a parcela destinada à educação infantil, que é financiada pelos municípios. Para evitar disputa por recursos, o economista e consultor da Confederação Nacional dos Municípios André Alencar defendeu alterações na proposta. leia mais...

13/12/2017


Foram conhecidas nesta sexta-feira (27) as parcerias premiadas na 12ª edição do Prêmio Itaú-Unicef das regiões Norte e Centro-Oeste (lista abaixo).
O Prêmio tem o objetivo reconhecer e estimular as parcerias entre Organizações da Sociedade Civil (OSC) e escolas públicas no desenvolvimento de ações socioeducativas que ampliem tempos, espaços e conteúdos de aprendizagem para crianças e adolescentes na faixa etária dos 6 aos 18 anos. Desde 1995, já recebeu mais de 17 mil inscrições, premiando iniciativas em 1.752 cidades.
Nesta fase, serão reconhecidas 32 parcerias, selecionadas entre as 96 finalistas divulgadas na etapa anterior. Em cada regional são premiadas quatro parcerias, de acordo com o porte orçamentário das organizações (micro, pequeno, médio e grande). Por esse método, as organizações concorrem dentro de suas regionais com outras do mesmo perfil orçamentário. Como finalistas da etapa anterior, OSC e escola receberam R$ 10 mil cada uma. Agora, como regionais premiadas recebem mais R$ 20 mil cada. leia mais...

Com o projeto “Carrinhos de rolimã: herança de nossos pais”, a professora Daisy Selinger, da Escola Municipal Paulo Freire, em Itanhangá, a 447 km de Cuiabá, foi uma das vencedoras da fase regional do 10º Prêmio Professores do Amanhã, do Ministério da Educação (MEC). Além da vaga como finalista, ela ganhou R$ 5 mil e uma viagem para a Irlanda, em 2018. leia mais...

11/12/2017

Presidente da Undime e Dirigente Municipal de Educação de Alto Santo/ CE, Alessio Costa Lima, fala sobre a importância do Fundeb para a educação e a Proposta de Emenda à Constituição PEC 24/ 2017, da senadora Lídice da Mata (PSB/BA).

Nesta mesma sexta-feira, dia 15, às 11h, faremos um vídeo no Facebook do Conviva com Olavo Nogueira Filho, gerente de políticas educacionais do Movimento Todos pela Educação. Ele vai nos apresentar os dados da pesquisa "O que pensam os professores brasileiros sobre a tecnologia digital em sala de aula". Assista clicando aqui.
Saiba mais sobre o cumprimento das metas dos Planos Municipais de Educação (PME). Acompanhe a videoconferência dia 15, às 14h, ao vivo neste link. Teremos como participantes Cézar Miola, conselheiro do Tribunal de Contas do Rio Grande de Sul, Francisco Elício Cavalcante Abreu, vice-presidente da Undime Ceará e Dirigente Municipal de Educação de Morrinhos (CE), e Sergio Pompeu, da Associação de Jornalistas de Educação (Jeduca). Deixe suas dúvidas aqui desde já.

05/12/2017

A BNCC como referencial obrigatório para os currículos das redes estaduais, municipais e particulares do país, traz aprendizagens comuns a todos os brasileiros. Para que as aprendizagens propostas pela BNCC cheguem a todos os estudantes, sua implementação precisa ser planejada e acompanhada, com envolvimento de diversos atores e grande mobilização de gestores, técnicos pedagógicos e professores. Essas ações podem e devem começar o quanto antes. A iniciativa do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) busca responder a esse desafio. Como começar o processo? Quem envolver? Como organizar o cronograma, como planejar a comunicação? Saiba mais

04/12/2017

01/12/2017


Uma pesquisa que acaba de ser concluída pelo Banco Mundial mostra que treinar os professores para interagir mais com os alunos e reduzir a indisciplina em sala de aula pode ter forte impacto na aprendizagem no Brasil. Em um piloto testado em 2015 no Ceará, coordenadores pedagógicos receberam técnicas –que repassavam aos docentes– para gerir melhor o tempo e aumentar a concentração dos alunos. O Gestão na Sala de Aula foi desenhado pelo Banco Mundial, Fundação Lemann e Elos Educacional. leia mais...

Na tarde de última quinta-feira, 23 de novembro, o presidente da república Michel Temer e o Ministro da Educação, Mendonça Filho, lançaram a Política de Inovação Educação Conectada em cerimônia realizada no Palácio do Planalto, em Brasília. Na mesma ocasião, o presidente Michel Temer assinou o Decreto 9.204, de 23 de novembro de 2017 que institui o Programa de Inovação Educação Conectada. A publicação consta no Diário Oficial da União desta sexta-feira (24).
A Undime acompanhou o evento que contou com a participação de representantes das presidências estaduais e com a presença do presidente nacional e Dirigente Municipal de Educação de Alto Santo (CE), Alessio Costa Lima. Na ocasião estavam presentes: o presidente Undime AM e DME Tonantins (AM), Edelson Penaforth Pinto; o presidente Undime AP e DME de Porto Grande (AP), José Uilson de Sousa; o DME de Santa Inês (BA), Marcos Paiva Pereira; a DME de Iracema (CE), Sandrileuza Maria Martins Freitas; o presidente da Undime Região Centro-Oeste e DME de Goiânia (GO), Marcelo Ferreira da Costa; o DME de Riacho dos Machados (MG), Jose Fernandes dos Santos; a DME de Bela Vista (MS), Jane Mary Garcia Mattos Carvalho; o DME de Bertolínia (PI), Sávio Alexandre da Rocha Sousa; a presidente da Undime Região Sul e DME de Apucarana (PR), Marli Regina Fernandes da Silva; o DME de Massaranduba (SC), Cristiano Rodolfo Tironi; e a DME de Dois Irmãos do Tocantins (TO), Maria de Fátima Rodrigues da Silva Miranda. leia mais...

A Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR) debate em audiência pública na quinta-feira (30) a continuidade do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais de Educação (Fundeb). O encontro ocorrerá em Aracajú, capital sergipana, e faz parte de um ciclo de debates promovido pela comissão que passará por todas as regiões do país.
O objetivo é promover discussões sobre a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 24/2017, que torna o Fundeb permanente, uma vez que o fundo tem prazo de vigência até 2020 pela legislação atual. Apresentada pela senadora Lídice da Mata (PSB-BA), a PEC está em análise na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), sob a relatoria da senadora Fátima Bezerra (PT-RN). Segundo a relatora, que também é presidente da CDR, “trata-se de uma matéria de suma importância para garantir o desenvolvimento com qualidade e o futuro da educação pública brasileira”. leia mais...

Buscando apoiar a implementação da lei 13.019/14 nos estados e municípios, a organização lança guia para formar as organizações e os/as gestores/as.
O material foi produzido no âmbito do “1º Seminário Nacional Organizações da Sociedade Civil e Defensoria Pública – Em diálogo com Gestoras e Gestores sobre a Lei 13.019/14 – MROSC”, que aconteceu em setembro, no Rio de Janeiro (RJ), e propõe auxiliar as Organizações da Sociedade Civil (OSCs) a acompanharem o processo de implementação da Lei 13.019/14, que regula as relações de parceria das OSCs com União, estados e municípios – o chamado Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil (MROSC). leia mais...

O Ministério da Educação e a Controladoria Geral da União (CGU) vão estabelecer parceria para trabalhar assuntos como ética, cidadania, transparência e combate à corrupção nas escolas. O assunto foi apresentado nesta quinta-feira, 23 de novembro, em reunião na sede do ministério, em Brasília.
A Undime e o Consed são consideradas parceiras estratégicas nesta ação por serem entidades fundamentais no que diz respeito à educação básica juntos aos municípios e aos estados e, portanto, têm a capilaridade para divulgar os materiais que deverão ser produzidos no âmbito dessa parceria. Por isso, ambas foram convidadas a participar da conversa. leia mais...

Foram convocados mais de 300 municípios, na intenção de que sejam executados os mais de R$ 130 milhões que estão parados.
O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e a Secretaria de Educação Básica do Ministério da Educação (SEB/MEC) realizaram pela primeira vez, nesta terça-feira, 21, o 1º Encontro Técnico com Gestores dos Programas de Educação Infantil. Foram convocados municípios, dos mais diversos estados, que tivessem mais de R$ 100 mil em conta, destinados a ações de Educação Infantil, sem execução. Ao todo, foram chamados 324 municípios, totalizando recursos a serem movimentados na ordem de mais de R$132 milhões. Para isso, o encontro visa levar orientação na execução dos recursos dos programas de apoio à educação infantil, transferidos pelo FNDE e, também, oferecer orientação sobre quais despesas podem ser custeadas com os valores já transferidos. leia mais...

30/11/2017

 

Ao reunir gestores públicos, acadêmicos, especialistas em educação e instituições do terceiro setor, o Movimento Colabora Educação concretiza seu objetivo de disseminar o conhecimento produzido sobre Regime de Colaboração e assim induzir a continuidade da investigação e do debate e a replicação dos mecanismos existentes no território.
O Movimento Colabora Educação tem o objetivo de fomentar e fortalecer ações cooperativas entre os entes federados no âmbito das políticas públicas de educação, entendendo-as como uma condição necessária para a melhoria dos resultados de aprendizagem de todos. O Movimento é formado por varias instituições.


Selecionados pelo Desafio Start-Ed, Douglas Neves e Nadine Heisler Wassmer querem construir plataforma para facilitar acompanhamento individual de alunos.
Separados por quase 1.200 quilômetros, o professor Douglas Neves, da rede municipal do Rio de Janeiro, e a empresária Nadine Heisler Wassmer, que atualmente mora em Florianópolis (SC), estão trabalhando juntos para construir uma plataforma que pode facilitar o acompanhamento individual da trajetória escolar de crianças e adolescentes.
Com o desejo de contribuir para a adoção de um modelo educacional que respeita os diferentes ritmos e interesses de aprendizagem de cada estudante, eles foram conectados por meio do Desafio Start-Ed, que identificou e selecionou 12 empreendedores brasileiros para desenvolver tecnologias que ajudam a transformar a aprendizagem. leia mais...

Secretários-executivos e técnicos da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e representantes do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) de todos os estados do país se reuniram refletir e planejar a implementação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). leia mais...

Projeto nos colégios incorpora às antigas salas de informática elementos digitais e de robótica
SÃO PAULO - Furadeiras, computadores, impressora 3D, cortadora a laser e máquina de costura estão entre os elementos a serem utilizados em sala de aula no Laboratório de Educação Digital (LED) que foi inaugurado nesta quarta-feira, 22, pela gestão João Doria (PSDB) no Centro Educacional Unificado (CEU) Pera Marmelo, no Jardim Santa Lucrécia, zona norte da capital. O modelo faz parte do projeto CEU 21, que, segundo a Prefeitura, deve ser levado para os 46 CEUs e toda a rede municipal até 2020. leia mais...

Nova política nacional para conectar escolas públicas
Em 2016, a Fundação Lemann — junto com o CIEB, ITS-Rio e Instituto Inspirare — colocou em pauta a necessidade de uma política nacional que garanta acesso à internet de alta velocidade nas escolas de todo Brasil. Realizamos estudos, discutimos quais seriam os princípios para uma política eficaz de inovação tecnológica nas escolas, e possibilitamos encontros relevantes entre o Governo Federal com atores como Richard Cullata, responsável pelo programa de conectividade do governo de Barack Obama (EUA).
Em 23 de novembro de 2017, o Ministério da Educação (MEC) lançou a Política de Inovação Educação Conectada, que prevê a conexão em alta velocidade de todas as escolas públicas do país até 2024. Além disso, a política inclui um plano de formação continuada para professores e gestores, com cursos sobre práticas pedagógicas inovadoras.
Esse compromisso do Governo Federal marca o início de ainda mais trabalho, para garantirmos que a política seja implementada e também aperfeiçoada para melhor atender às necessidades de educadores e alunos de todo o Brasil. leia mais

22/11/2017


Atenção.
Disponível Avaliação e Certificado de Participação no Encontro Regional 2017 - Pólo Confresa/MT com o tema “Diálogos Pedagógico: Espaços de Aprendizagem e Avaliação na Educação Infantil”, sua avaliação é muito importante para melhoria do nosso atendimento, participe.
Após enviar, você será direcionado para baixar o seu Certificado e todos os arquivos apresentados durante o Evento. Clique aqui.



Filho de peixe, peixinho é. O ditado popular é indicado para falar dos gêmeos de 15 anos, Sávio e Patrick Saul Amaral. Os dois são filhos do professor Antônio Cardoso Amaral e, como o pai, já se destacam na Olimpíada Brasileira de Matemática (Obmep). Juntos, têm cinco medalhas, entre elas três de ouro como a que receberam ontem (14), na cerimônia de premiação da 12ª edição da Olimpíada, de 2016, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, no centro da cidade. Os adolescentes estavam entre os 501 alunos de escolas públicas que receberam medalha de ouro. Ainda na cerimônia, 1.500 estudantes levaram para casa medalhas de prata e 4.500 conquistaram as de bronze. Outros 42.482 tiveram menções honrosas. leia mais...
A Comissão de Educação da Câmara aprovou proposta do Senado que institui a Política Nacional de Leitura e Escrita (PL 7752/17), como estratégia permanente para promover o livro, a leitura, a escrita, a literatura e as bibliotecas de acesso público no Brasil.
Proposta pela senadora Fátima Bezerra (PT-RN), a política será elaborada a cada dez anos pelos ministérios da Cultura e da Educação, de forma participativa, assegurada a manifestação do Conselho Nacional de Educação, do Conselho Nacional de Política Cultural e de representantes de secretarias estaduais, distritais e municipais de cultura e de educação, da sociedade civil e do setor privado.leia mais...
Em razão da demanda apresentada pelo Programa Novo Mais Educação (PNME), o Ministério da Educação (MEC) decidiu prorrogar o prazo para lançamento das marcações das avaliações. Assim, as escolas devem se organizar para realizar as marcações no sistema de monitoramento até o dia 24 de novembro de 2017.
O objetivo das avaliações é monitorar a implementação do Novo Mais Educação e observar a influência de suas ações na aprendizagem dos estudantes.O Sistema de Monitoramento e Acompanhamento da execução do PNME nas redes e escolas públicas brasileiras foi desenvolvido pelo Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação (Caed) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). De acordo com o MEC, a ideia é que o Caed realize uma devolutiva dos resultados das avaliações. Na ocasião, será apresentada uma análise pedagógica com os resultados sobre o desempenho dos estudantes nos testes, bem como um roteiro para leitura e interpretação dos resultados, cujo objetivo é auxiliar as escolas na apropriação das informações produzidas a partir da avaliação.
Evento ocorrerá nesta terça-feira, 21/11, em Brasília, e terá transmissão ao vivo
O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e a Secretaria de Educação Básica do Ministério da Educação (SEB/MEC) promovem nesta terça-feira, 21/11, o 1° Encontro técnico com os gestores dos programas de Educação Infantil, na sede do FNDE, em Brasília. O evento tem como principal objetivo esclarecer dúvidas dos técnicos municipais sobre a execução financeira dos programas educacionais nas regiões brasileiras.
Neste primeiro encontro participarão representantes dos municípios que receberam recursos em exercícios anteriores e dispõem de saldo em conta. De acordo com a Assessoria de Educação Corporativa do FNDE, a iniciativa visa aproximar a autarquia dos entes executores, bem como promover a correta utilização dos recursos, possibilitando o desenvolvimento da educação infantil em todo o país. leia mais...

18/11/2017

Governo brasileiro oferece curso de inglês online e gratuito: Plataforma My English Online conta com curso de inglês online e gratuito de acordo com o nível do aluno, do iniciante ao avançado. Saiba mais e inscreva-se!

17/11/2017

A equipe da Undime/MT juntamente com o Conviva Educação, promoveu uma formação técnica para toda a equipe da Secretaria Municipal de Educação de Poconé, a Secretária Ornella Proença ficou encantada com a platarfoma Conviva Educação como ferramente de suporte a gestão educacional, a equipe toda esteve envolvida nas atividades online, foi ministrado formação sobre prestação de contas dos recursos federais no sistema do SIGPC, SIGECON, PAR e foi abordado as formações do PNAIC.

  

12/11/2017

Elisângela Dell-Armelina Suruí construiu material didático junto com seus alunos e deu a eles o direito de aprender na língua materna, a paiter-suruí.

“Vocês não estão aqui, não pôde vir ninguém, porque é muito longe e muito difícil, mas eu sinto a presença de vocês em cada um que está nesta plateia”, disse emocionada a professora Elisângela Dell-Armelina Suruí, após agradecer na língua paiter e erguer o troféu de Educadora do Ano de 2017. Ao se referir aos índios da aldeia onde vive, ela marcou o momento culminante da celebração de 20 anos do Prêmio Educador Nota 10, na noite de 30 de outubro na Sala São Paulo. leia mais...

As escolas públicas municipais, estaduais e federais e as escolas privadas podem ficar obrigadas a manter exemplares da Constituição Federal, da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), do Estatuto da Criança e do Adolescente, do Estatuto da Juventude, do Estatuto do Idoso, do Estatuto da Igualdade Racial, do Estatuto da Pessoa com Deficiência e da Lei Maria da Penha. É o que determina o Projeto de Lei do Senado (PLS) 325/2015, que está na pauta da reunião da Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) desta quarta-feira (8), às 11h. Pelo texto a ser votado, os estabelecimentos de ensino deverão manter, no mínimo, dois exemplares em local visível e de fácil acesso ao público. Se as escolas não cumprirem o que determina a proposta, deverão organizar seminários sobre os temas dos textos legislativos que não tiver mantido disponíveis. leia mais...


A Comissão do Esporte aprovou, com emenda, projeto de lei que premia as escolas públicas bem colocadas nos jogos escolares organizados pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e garante incentivos para o aperfeiçoamento esportivo dos estudantes e professores. O objetivo da proposta – Projeto de Lei 2084/15 –, segundo o autor, deputado Alexandre Leite (DEM-SP), é incentivar a prática de esportes na rede pública e a participação desses alunos em competições nacionais. Pelo projeto, alunos do ensino público que forem campeões nos jogos escolares poderão levar uma premiação em dinheiro para a escola onde estudam, além de medalhas e troféus. A proposta também dobra a quantia de dinheiro que atualmente é repassada das loterias federais para o desenvolvimento do esporte escolar no País. leia mais...


O deputado Aureo (SD-RJ) apresentou projeto de lei que cria nas escolas o cargo de Professor de Apoio Especializado em Educação Especial, para atender os alunos com necessidades educacionais especiais, preferencialmente em classes comuns do ensino regular. O profissional trabalhará alunos que apresentem dificuldades acentuadas de aprendizagem ou limitações no processo de desenvolvimento, dificuldades de comunicação e sinalização diferenciadas, e altas habilidades (superdotação). A atuação do professor se pautará por ações de caráter pedagógico e social. Esta última envolve ações afirmativas, mediadoras e formativas. leia mais...

25/10/2017


Prefeitos se reuniram nesta terça-feira (24) com o secretário-chefe da Casa Civil, Max Russi, para cobrar o repasse de recursos atrasados e reivindicar maior transparência na arrecadação de tributos estaduais, como o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços – ICMS e Fundo Estadual de Transporte e Habitação – Fethab. A reunião foi coordenada pelo presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios – AMM, Neurilan Fraga, que reivindicou maior prioridade aos municípios, que não estão tendo condições de atender demandas básicas, devido aos constantes atrasos no recebimento de recursos. leia mais...

Prefeitos de todas as regiões do estado se reuniram nesta terça-feira (24), na Associação Mato-grossense dos Municípios – AMM, para definir as medidas que serão tomadas em relação aos constantes atrasos de repasses por parte do Governo do Estado. Além da preocupação com o encerramento do ano fiscal, os gestores alegam que os débitos do estado estão prejudicando a prestação de serviços essenciais à população. Entre os assuntos debatidos estão o não cumprimento dos prazos constitucionais para repasse do Imposto sobre Circulação de Mercadoria e Serviços (ICMS), os atrasos na parcela mensal do Fethab, além de débitos na saúde e transporte escolar. leia mais...

A Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR) vai debater a permanência do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais de Educação (Fundeb) nesta quinta-feira (26), às 15h, em audiência pública no Plenarinho da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre.
O objetivo dos senadores é promover discussões sobre a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 24/2017, que torna o Fundeb permanente, uma vez que o fundo tem prazo de vigência até 2020 pela legislação atual. Apresentada pela senadora Lídice da Mata (PSB-BA), a PEC está em análise na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), sob a relatoria da senadora Fátima Bezerra (PT-RN). Segundo a relatora, “trata-se de uma matéria de suma importância para garantir o desenvolvimento com qualidade e o futuro da educação pública brasileira”. leia mais...

A Undime participou, na manhã desta quarta-feira, 18 de outubro, do lançamento da Política Nacional de Formação de Professores. Inédita no país, a política abrange desde a criação de uma Base Nacional Docente até a ampliação da qualidade e do acesso à formação inicial e continuada de professores da educação básica.
O lançamento ocorreu por meio de uma coletiva de imprensa, realizada na sede do Ministério da Educação (MEC), em Brasília. A Undime foi representada pelo presidente da Região Centro-Oeste e presidente da seccional GO, Marcelo Ferreira da Costa, Dirigente Municipal de Educação de Goiânia (GO). Também compuseram a mesa o ministro da Educação, Mendonça Filho; a secretária executiva do MEC, Maria Helena Guimarães de Castro; o secretário de Educação Básica, Rossieli Soares da Silva; o secretário de Educação Superior, Paulo Barone; o presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), Abilio Baeta Neves; a presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Maria Inês Fini; e a vice-presidente do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), Maria Cecilia Amendola da Motta, secretária de estado de Educação do Mato Grosso do Sul. leia mais...

Gestores educacionais, especialistas e adolescentes constroem propostas objetivas para uma educação conectada com os adolescentes do século 21

Em setembro de 2017, gestores educacionais, especialistas e adolescentes de todo o país se encontraram em Brasília para debater os desafios e as oportunidades que permeiam os anos finais do Ensino Fundamental, uma etapa de ensino que costuma ficar em segundo plano no cenário da educação brasileira. Promovido pelo Ministério da Educação em parceria com o Banco Mundial, o Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) e o Instituto Inspirare, o Seminário Internacional – Desafios e Oportunidades para os Anos Finais do Ensino Fundamentalbuscou dar início a uma virada nesta realidade, culminando com a construção coletiva de um valioso conjunto de recomendações para transformar as redes de ensino e as escolas em espaços significativos, que promovam de fato o engajamento, a aprendizagem e o desenvolvimento dos adolescentes. leia mais...

Um relatório da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) alerta governos, escolas, professores, pais e atores privados de que a educação precisa ser uma responsabilidade compartilhada. Segundo o documento, a culpa desproporcional sobre qualquer ator em relação a problemas educacionais sistêmicos pode ter sérios efeitos colaterais negativos, além de ampliar a inequidade e prejudicar a aprendizagem. O Relatório de Monitoramento Global da Educação 2017-2018, com o tema “Responsabilização na Educação: Cumprir nossos compromissos” será lançado mundialmente amanhã (24). Pela primeira vez, o lançamento mundial acontecerá também no Brasil, em Brasília, e ao mesmo tempo em Londres (Reino Unido) e Maputo (Moçambique). leia mais...

As Comissões de Educação, Cultura e Esporte (CE), Assuntos Sociais (CAS) e Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) realizam, na quarta-feira (25), às 10 h, audiência conjunta sobre o tema “Acolher, cuidar e educar na primeira infância: por que precisamos de profissionais mais qualificados”. O debate integra a programação da 10ª Semana de Valorização da Primeira Infância e Cultura da Paz, que acontece no período de 24 a 26 de outubro. O foco deste ano é a importância da qualidade da formação dos profissionais com os quais a criança e sua família se relacionam no período inicial da vida, considerando a premissa de que o bem-estar e o estado saudável da criança refletem o conjunto de suas experiências vitais. leia mais...

Coordenadores das secretarias estaduais e municipais de educação participaram, na última quinta (19) e sexta-feira (20) do workshop de formação sobre a Política Nacional de Inovação e Tecnologia na Educação (Pnite). O evento aconteceu no Ministério da Educação, em Brasília, e teve como objetivo apresentar aos coordenadores as principais ações propostas pela Pnite a fim de adequar expectativas, ganhar adesão e receber feedback sobre o programa de formação online dos articuladores. O workshop também teve a intenção de ajudar os coordenadores a criarem uma Agenda de Trabalho de modo a apoiar os articuladores na elaboração dos futuros Planos de Inovação e Tecnologia de estados e municípios. leia mais...

17/10/2017


A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) aprovou nesta terça-feira (3) projeto de lei (PLS 280/2013) que garante novos recursos do petróleo para as áreas de saúde e educação. Os dois setores podem passar a receber também parte dos recursos dos bônus de assinatura, valores que a empresa vencedora de uma licitação paga à União antes de começar a explorar uma jazida. O projeto é terminativo e deve seguir para a Câmara dos Deputados, a menos que haja recurso para votação no Plenário do Senado. A proposta foi apresentada, em conjunto, pelos senadores Cristovam Buarque (PPS-DF) e Ricardo Ferraço (PSDB-ES). O texto altera a Lei 12.351/2010, que cria o Fundo Social, abastecido com recursos da exploração do pré-sal que cabem à União, como royalties e participações especiais. Pela lei, 50% das receitas totais do fundo devem ir para educação e saúde. leia mais...

Levar inovações para a escola não precisa ser algo caro e trabalhoso. Algumas experiências selecionadas pelo Centro de Referências em Educação Integral mostram que é possível promover o desenvolvimento integral e facilitar a aprendizagem mesmo sem muitos recursos. Confira sete projetos de diferentes áreas:
1. Sussurrofone
Ler em voz alta diante da turma pode ser algo muito difícil para alguns estudantes, principalmente se a leitura for em outro idioma. Foi o que constatou a professora Lucienne de Castro Gomes, da Escola Municipal José Madureira Horta (Belo Horizonte/MG). “Notei que muitos alunos ficavam com vergonha e inibidos de ler em inglês”, conta. leia mais...

Projeto agora será analisado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania. Se aprovado, segue para sanção presidencial.
A Comissão de Educação aprovou na manhã desta quarta-feira (4), o projeto de lei que cria a Política Nacional de Leitura e Escrita. O PL 7752/2017, de origem no Senado Federal, tem como principal objetivo “promover o livro, a leitura, a escrita, a literatura e as bibliotecas de acesso público no Brasil” e deverá ser implementada de forma conjunta pelos ministérios da Educação e da Cultura, em parceria com as demais unidades da federação e com os municípios. A proposta foi uma sugestão do conselho diretivo do Plano Nacional do Livro e Leitura – PNLL, presidido, à época, por José Castilho Marques Neto. Também busca fortalecer o Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas – SNBP –, no âmbito do Sistema Nacional de Cultura – SNC -, promovendo ainda as demais políticas de estímulo à leitura, ao conhecimento, às tecnologias e ao desenvolvimento educacional, cultural e social do país. leia mais...

O Ministério da Educação lança, nesta segunda-feira, 9, a nova página de Certificação de Entidades Beneficentes de Assistência Social na Área de Educação (Cebas-Educação). O espaço foi reformulado para garantir maior transparência ao processo de certificação e orientar melhor as entidades sobre os procedimentos para a obtenção do certificado. O objetivo é dar amplo conhecimento à sociedade sobre a possibilidade de usufruir das bolsas de estudo oferecidas por meio de instituições de ensino que recebem a certificação. O conteúdo foi atualizado e aprimorado e conta com novas ferramentas. Para as entidades, por exemplo, a página passa a oferecer a calculadora de bolsas. O objetivo é proporcionar aos gestores das entidades que pleiteiam a certificação a possibilidade de fazer o cálculo automático da gratuidade a ser concedida. Com essa ferramenta, a entidade poderá fazer simulações sobre a quantidade de bolsas a serem concedidas com maior facilidade e segurança. leia mais...

Já está disponível no portal do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), a Cartilha da Escola, com orientações sobre a aplicação do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb). Os instrumentos do Saeb serão aplicados entre 23 de outubro e 3 de novembro para 7,5 milhões de estudantes, de 115 mil escolas. A Cartilha foi lançada durante a capacitação dos coordenadores estaduais do Saeb 2017, em 25 e 26 de setembro. Agora , o documento pode ser consultado pelos diretores escolares. O documento visa informar aos responsáveis pelas escolas as características da aplicação. Por meio de um passo-a-passo, a Cartilha orienta sobre todas as etapas do processo: agendamento, chegada do aplicador a escola, aplicação dos instrumentos da avaliação e a pós-aplicação. leia mais...