UNDIME/MT

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

País amplia gasto por aluno, mas não consegue melhorar nível do ensino


O aumento do investimento em educação é historicamente uma das principais reivindicações do setor. Nesse sentido, os dados do Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa), divulgados nesta terça, são, em parte, positivos para o Brasil: houve aumento do gasto acumulado por aluno entre 6 e15 anos de US$ 26.765, em 2012, para US$ 38.190 em 2015. A questão é que, apesar do crescimento dos recursos, o país não conseguiu converter o investimento em melhora no ensino, fazendo com que as notas dos estudantes na avaliação da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) estejam estagnadas e entre as piores do mundo. leia mais...