UNDIME/MT

29/09/2015


 

O Ministério da Educação instituiu grupo de trabalho com a missão de elaborar e propor políticas de fortalecimento da educação no campo. A portaria, publicada nesta terça feira, 22, foi assinada na segunda feira, 21, pelo ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, na abertura da segunda edição do Encontro Nacional de Educadores e Educadoras da Reforma Agrária (2º Enera), em Luziânia, Goiás. leia mais...

28/09/2015

Encontro da Uncme da região Centro Oeste, em Ponta Porã MS. Organizado pela União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação.


23/09/2015



O Tribunal de Contas de Mato Grosso realizara o III Fórum Municípios e Soluções: diagnósticos e desafios do ensino publico em Mato Grosso, que tem como objetivo discutir estratégias para melhoria dos indicadores sociais das políticas publicas de educação e estimular os gestores públicos a avaliar o modelo de ensino atualmente adotado. Maiores informações 65 3613-7551 /7552, inscrições clique aqui.(evento gratuito).

22/09/2015

O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) vai promover no próximo dia 29 de setembro, em Brasília/ DF, a oficina de Prestação de Contas. O objetivo é disseminar o conhecimento técnico do processo de prestação de contas no Sistema SiGPC, além da execução dos programas e ações do próprio FNDE. As inscrições são gratuitas e os interessados podem se inscrever até sexta-feira (25).
A atividade será realizada no edifício sede do FNDE de 8 horas às 17 horas. Aqueles que comparecerem à oficina receberão declaração de participação. As inscrições deverão ser feitas pela Plataforma de Educação Corporativa do FNDE, no seguinte endereço:educacaocorporativa.fnde.gov.br

Local: Auditório do Edifício Sede do FNDE – Brasília/DF
Data: 29/09/2015
Horário: Das 8h às 17h
Mais informações: (61) 2022-5913 / 2022-5451 /2022-5170


Autor: Undime com informações do FNDE


Com os dados da Avaliação Nacional de Alfabetização (ANA), divulgados nesta quinta-feira, 17, o Ministério da Educação tem um retrato dos problemas e sua localização para poder agir, em conjunto com as redes municipais de ensino. “Esses dados, uma vez entregues a cada rede de educação e a cada escola, vão indicar muito bem aos responsáveis onde deve ser a intervenção pedagógica principal”, afirmou o ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, em entrevista coletiva, à tarde, para apresentar os resultados da aferição. “É por isso que a avaliação não é tanto um ranking, não é uma ocasião de punição, é uma orientação.” leia mais...
Com inscrições abertas até dia 4 de outubro, curso à distância integra Reconhecimento Público De Olho nos Planos que irá valorizar experiências e propostas participativas
Até o dia 4 de outubro, estão abertas as inscrições para os interessados em participar do 2º curso online “A Prática em curso: sistematização, monitoramento e avaliação dos Planos de Educação”. O curso é voltado para representantes de escolas, conselhos, fóruns, gestões educacionais, organizações e movimentos da sociedade civil que façam sua inscrição no Reconhecimento Público De Olho nos Planos.
A formação à distância ocorrerá em duas etapas e, além de dialogar com a realidade vivida pelos participantes, oferecerá materiais e espaço de diálogo sobre estratégias de monitoramento e avaliação dos Planos de Educação.
A primeira etapa do curso irá abordar o tema da sistematização de experiências e práticas relacionadas aos Planos de Educação, em módulos semanais, entre os dias 3 de novembro e 11 de dezembro. Já a segunda etapa trabalhará com o monitoramento e a avaliação dos Planos, entre os dias 25 de janeiro e 4 de março. Ao todo, o curso terá carga horária de 60 horas. leia mais...
 
Considerado um desafio para o avanço educacional no País, o currículo nacional único para o ensino básico será apresentado nesta quarta-feira, 16, pelo Ministério da Educação em versão preliminar. Os objetivos de aprendizagem serão divididos segundo o contexto de experiências do aluno - de abordagem mais lúdica, nos primeiros anos, até conceitos mais abstratos, no fim do ensino médio. A linguagem do texto não é estritamente técnica, o que facilita o acompanhamento por professores e até pais. leia mais...


O ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, afirmou hoje (15) que não dá para contar com o investimento anual de pelo menos 10% do Produto Interno Bruto (PIB) na educação, previsto no Plano Nacional de Educação (PNE). “Quando se fala a chegar em 10% do PIB, não é fácil, sobretudo no ambiente econômico atual”, disse Janine. O PIB é a soma de todos os bens e serviços produzidos pelo país em um determinado período.
Janine destacou, porém, que os recursos econômicos limitados do atual período de crise não podem afetar as metas do PNE, lançado pelo governo há um ano. O ministro participou, nesta terça-feira, do Fórum Educação, evento promovido pela revista Exame, na capital paulista. leia mais...

10/09/2015



A partir do próximo ano, somente as redes públicas de educação que se cadastrarem junto ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) receberão o conjunto de materiais impressos (cadernos de provas e instruções) das duas edições anuais da Provinha Brasil. De acordo com a Portaria nº 387, publicada nesta quarta feira, 2, no Diário Oficial da União, para fornecer a quantidade do material para escolas, turmas e estudantes, a referência será o Censo Escolar da Educação Básica do ano imediatamente anterior. Serão consideradas as instituições de ensino que ofereçam 2º ano do ensino fundamental em turmas regulares. leia mais...


O Ministério da Educação anuncia neste sábado, 5, em São Paulo, a chamada pública Inovação e Criatividade na Educação Básica. O objetivo é conhecer a extensão, a distribuição geográfica e o perfil da inovação e da criatividade na educação básica brasileira e fortalecer as organizações que têm propostas pedagógicas inovadoras. As organizações identificadas pelo MEC como inovadoras e criativas passaram a ser referência para a educação básica e divulgadas pelo Ministério. leia mais...

01/09/2015



Em seminário, os debatedores defenderam a aprovação de projeto de lei que regulamenta a concessão de direitos autorais de material educacional para o governo federal
Seminário internacional promovido pelas comissões de Educação e de Cultura reuniu especialistas na defesa de um assunto ainda incipiente no Brasil: o uso de conteúdo educacional compartilhado por meio de licenciamento aberto para estudantes de todos os níveis educacionais, os chamados Recursos Educacionais Abertos (REA).
O seminário foi sugerido pelos deputados Aliel Machado (PCdoB-PR) e Jandira Feghali (PCdoB-RJ) e contou com a participação de parlamentares, representantes do Poder Executivo e especialistas de vários países.
O uso desse tipo de conteúdo na educação esbarra em dúvidas legais na área de direitos autorais, o que tem sido resolvido no mundo por meio de licenças elaboradas pela entidade sem fins lucrativos Creative Commons, criada nos Estados Unidos para permitir maior flexibilidade na utilização de obras protegidas por direitos autorais, dentro do espírito de compartilhamento e de colaboração da internet. leia mais...


A partir do ano que vem, acabou a discussão. Uma lei federal exige que todas as crianças sejam matriculadas na escola a partir dos quatro anos, idade da pré-escola.
Deverá haver, porém, dificuldade para o cumprimento da regra. Secretários municipais de Educação estimam que não haverá vagas para 8% das crianças.
Até 2015, as crianças deveriam ser matriculadas aos seis anos, no primeiro ano do ensino fundamental.
Aprovada em 2009, a nova regra tem como base estudos que mostram que a pré-escola é um dos aspectos que mais impulsionam o desempenho dos alunos na vida escolar. leia mais...

Estarão disponíveis nesta sexta-feira, dia 28, nas contas correntes de estados e municípios beneficiários, os recursos referentes à oitava parcela de 2015 da complementação da União ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). No total, o FundoNacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) transferiu R$ 773,1 milhões aos entes federados que não conseguem alcançar com a própria arrecadação o valor mínimo nacional por aluno estipulado para este ano. leia mais...



Começa nesta sexta-feira, 28, o prazo para a escolha dos livros didáticos que serão utilizados pelos alunos dos anos iniciais do ensino fundamental (1º ao 5º ano) a partir do próximo ano letivo. Professores, diretores e coordenadores educacionais das redes públicas de ensino têm até o dia 8 de setembro para indicar as obras mais adequadas ao projeto pedagógico de cada escola no sistema eletrônico do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). leia mais...


Nutricionistas, responsáveis técnicos e gestores da alimentação escolar em estados e municípios que possuam escolas indígenas ou quilombolas terão a oportunidade de participar de capacitação oferecida pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). O curso, que será oferecido na modalidade a distância, está com inscrições abertas no site de Educação Corporativa do FNDE. leia mais...

Escolas, conselhos, fóruns, Secretarias de Educação, movimentos e organizações da sociedade civil podem inscrever no Reconhecimento Público De Olho nos Planos tanto experiências participativas que tenham realizado na construção dos Planos de Educação, quanto propostas para seu monitoramento e avaliação. Os interessados devem se cadastrar por meio do portal da iniciativa até o próximo dia 4 de outubro.

“Além de valorizar experiências participativas na elaboração ou revisão dos Planos, nosso objetivo é mobilizar a construção de estratégias para o monitoramento participativo desses documentos que orientam a educação no município ou estado durante os próximos dez anos”, afirmou a assessora da iniciativa, Ananda Grinkraut. leia mais...

No ano que vem, a educação infantil, para crianças de 4 e 5 anos, será obrigatória no Brasil e o país deverá ofertar vagas a todos os que têm essa idade e estão fora da escola. Para cumprir a meta de universalização da pré-escola, que está no Plano Nacional de Educação (PNE), o país tem de incluir 18,6% das crianças nessa faixa etária, conforme dados disponíveis no portal Planejando a Próxima Década, do Ministério da Educação (MEC). leia mais...

"Os números mostram evolução e, mesmo assim, preocupam", diz a coordenadora-geral do movimento Todos pela Educação, Alejandra Meraz Velasco. De acordo com o movimento, em números absolutos, é preciso ainda incluir aproximadamente 790 mil crianças dessa faixa etária na pré-escola – responsabilidade que cabe aos municípios, com apoio dos estados e da União, e às famílias, que têm de matricular as crianças.

A Comissão de Educação promove audiência pública amanhã, às 14 horas, para debater o projeto de lei que institui a residência pedagógica para os professores da educação básica (PL 7552/14).
“O projeto têm provocado controvérsias entre especialistas. Se, por um lado, a medida é positiva por buscar melhorar as condições de estudo do aluno, por outro, a operacionalidade pode ser um problema”, afirma a deputada Keiko Ota (PSB-SP), que solicitou o debate.

Foram convidados a debater o tema:
- o secretário de Educação Básica do Ministério da Educação, Manuel Palácios da Cunha e Melo;
- o presidente do Conselho Nacional de Secretários de Educação, Eduardo Deschamps; 
- o presidente da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação, Alessio Costa Lima; 
A presidente da Associação Nacional pela Formação dos Profissionais da Educação, Iria Brzezinski; 
- o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação, Roberto Franklin de Leão; e 
a vice-presidente da Associação Nacional das Universidades Particulares, Elizabeth Guedes.
A audiência será no plenário 10. leia mais...

Íntegra da proposta: PL-7552/2014