UNDIME/MT

    13/09/2019


    O Professor Dr. Sílvio Fidelis, Dirigente Municipal de Educação de Várzea Grande, Presidente da Undime Seccional de Mato Grosso e da Regional Centro Oeste presente no 2º Encontro Nacional dos Presidentes e Vice Presidentes das Comissões de Educação das Assembléias Legislativas e, nesse ato representa o Presidente da UNDIME NACIONAL, Luiz Miguel Martins Garcia.



    O Professor Dr. Sílvio Fidelis, Dirigente Municipal de Educação de Várzea Grande, Presidente dac Undime Seccional Mato Grosso e da Regional Centro Oeste presente no 2º Encontro Nacional dos Presidentes e Vice Presidentes das Comissões de Educação das Assembléias Legislativas realiza a entrega das Cartas com o posicionamento da UNDIME referente ao novo FUNDEB como mecanismo de financiamento para a garantia da qualidade da educação, Colaboracao e autonomia e a Carta do 17* Fórum Nacional dos Dirigentes Municipais da Educaçao a Deputada Professora Dorinha/ DEM-TO, em nome do Presidente da UNDIME NACIONAL, Luiz Miguel Garcia.





    Neste mês, no dia 27 (sexta-feira), a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci) realizará a terceira edição do projeto ‘Jovens de Futuro’. Com a finalidade de inspirar a juventude com exemplos de força, coragem e dedicação, a ação conta com a participação de jovens empenhados em realizar os seus sonhos.

    A transmissão será ao vivo pelo canal da Seciteci no YouTube a partir das 15h (horário de Mato Grosso) e terá 1h de duração. O evento terá quatro edições ao todo, sendo quem a última ocorrerá durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, no mês de outubro.

    A ação conta com a parceria das seguintes instituições:

    Unicef, Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc), Secretaria de Estado de Educação (Seduc), União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime-MT), Associação para Desenvolvimento Social dos Municípios (APDM),  Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedca-MT) e Federação Mato-grossense de Associações de Moradores de Bairros (Femab-MT).

    Para assistir, basta se inscrever no Canal da Seciteci por meio do link https://www.youtube.com/channel/UCZASKdvkdZbfkAoCRbUafwg e acionar o “sininho” para receber as notificações. 

    Outras informações podem ser obtidas pelos telefones (65) 3613-0121 e 98113-2728.

    Seguem abaixo os links das últimas edições do evento:

    Jovens de Futuro I

    Jovens de Futuro II


    Contamos com sua colaboração para a divulgação do evento aos jovens de sua cidade. É importante divulgar exemplos positivos para incentivar crianças e adolescentes a conquistarem um futuro de oportunidades!

    11/09/2019

    Cuiabá sedia 2º Encontro Nacional de Presidentes e Vice Presidentes das Comissões de Educação.
    image
    Cuiabá sedia nos dias 13 e 14 de setembro o 2º Encontro Nacional de Presidentes e Vice-Presidentes das Comissões de Educação.  Na programação do evento, que contará com representantes políticos de vários estados federativos brasileiros, haverá o debate sobre a “Reforma Tributária e os Impactos na Educação”, e painéis para se tratar sobre o Plano Nacional de Educação, o novo Fundeb e a reforma da previdência. O início está marcado para às 7h30.
    O público será estudantes, professores, presidentes de comissão de educação, autoridades políticas e interessados na pauta educacional.
    Coordenam os trabalhos da comissão de educação da Assembleia de MT, os membros titulares deputados estaduais: Thiago Silva (presidente), Barranco (vice-presidente), Wilson Santos, Dr. João e Sebastião Rezende. O deputado estadual Thiago Silva (MDB), que é professor e o atual presidente da comissão de educação da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, esta liderando a organização do encontro.
    “Tivemos a oportunidade de participar no 1º semestre deste mesmo Encontro Nacional em Florianópolis e tivemos a ideia de trazer este encontro da educação brasileira também para Mato Grosso, com a participação de representantes federais, e na ocasião realizaremos uma audiência pública e painéis de debate. Penso que a pauta do Fundeb tem que ser constitucional e deve permanecer para garantir o financiamento da educação e esse debate irá ocorrer”, disse o presidente da comissão de educação da AL-MT, deputado Thiago.
    Além de deputados estaduais, prefeitos e membros da Comissão de Educação de Mato Grosso, estarão presentes no evento, deputado federal presidente da comissão de educação da câmara Pedro Cunha Lima, deputada estadual de São Paulo Prof. Bebel, deputada federal Rosa Neide, presidentes e vice-presidentes das Comissões de Educação de 11 estados e presidentes de Consórcios Intermunicipais de Desenvolvimento Econômico e Social.
    Na sexta-feira dia 13, o evento ocorrerá nos dois períodos terminando às 18h e no sábado dia 14, o encerramento acontecerá ao meio-dia.
    SERVIÇO
    Evento: 2º Encontro Nacional de Presidentes e Vice-Presidentes das Comissões de Educação
    Data: 13 e 14 de setembro
    Horário: 8h às 18h (dia 13 – sexta-feira) 8h às 12h (dia 14 - sábado)
    Local: Dia 13 no Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros e dia 14 na Associação Mato-grossense dos Municípios.
    Fonte: contato@midiahoje.com.br
    contato@midiahoje.com.br

    As escolas participantes do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) e as secretarias estaduais e municipais de educação recebem, nesta semana, o acesso aos questionários eletrônicos. Os questionários fazem parte do processo de avaliação da educação básica brasileira, mas o formato digital é uma inovação do Saeb 2019, desenvolvido pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável por aplicar a avaliação no país.
    O Inep enviará um link que permitirá o acesso aos questionários para os diretores das 73 mil escolas de educação básica dos 5.570 municípios brasileiros, para os 27 secretários estaduais de educação do país e para os secretários municipais. Uma amostra de diretores de escolas da educação infantil, que será avaliada pela primeira vez, nesta edição, também receberá o acesso para responder aos questionários, ainda como estudo-piloto. Além de responder ao questionário, os diretores serão orientados a solicitar que os professores dessas escolas também o respondam. Para estudantes e professores do 5º e do 9º ano do ensino fundamental e da 3ª série do ensino médio, continuam os questionários em papel. Leia mais...


    Começaram nesta segunda-feira, 9 de setembro, as inscrições para a 2ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) para estudantes do 4º e 5º anos do ensino fundamental matriculados em escolas municipais, estaduais e federais. Alunos matriculados em outras modalidades, como educação de jovens e adultos (EJA), estão aptos a participar desde que sua série escolar corresponda ao 4º ou 5º ano do Ensino Fundamental.

    Gratuitas, as inscrições devem ser feitas em nome das escolas por meio das secretarias de Educação — municipais ou estaduais — ou pelos representantes das escolas federais até 10 de outubro. Leia o regulamento aqui.  Leia mais

    A Secretaria de Modalidade Especializadas de Educação (Semesp), do Ministério da Educação (MEC), em colaboração com a Comissão Nacional de Educação Escolar Indígena (Cneei), realiza no dia 18 de setembro, audiência pública para elaboração do 1º Plano Nacional de Educação Escolar Indígena (PNEEI), em Belém (PA). Essa é a 5ª audiência para discutir o tema.

    O Plano Nacional será pautado de acordo com as deliberações da II Conferência Nacional de Educação Escolar Indígena (II Coneei), realizada em março de 2018, e os Planos de Educação dos respectivos estados.

    O objetivo geral da realização das audiência públicas é construir, coletivamente, o 1º Plano Nacional de Educação Escolar Indígena, com ampla participação dos sistemas de ensino, dos povos e organizações indígenas. Segundo o MEC, o Plano está sendo estruturado em eixos, com o intuito de possibilitar melhores debates e resultados. Leia mais...

    10/09/2019

    As iniciativas de qualidade realizadas por sua secretaria de educação podem ser valorizadas e divulgadas, você não acha?
    Esta é a sua vez: mobilize a equipe e faça a inscrição para a 4ª Ação de Reconhecimento do Conviva. O prazo termina dia 20 de setembro! *FALTAM 10 DIAS!* 
    🥁 Para participar, identifique uma ação realizada com apoio do Conviva que tenha mostrado bons resultados, leia a ficha de inscrição e organize as informações necessárias: http://bit.ly/2zgMJOa 
    🥇Assista aos vídeos com três finalistas da última Ação de Reconhecimento que mostram a importância de um processo como esse: http://bit.ly/2m9CW6P

    Nesta terça (9) e quarta-feira (10) a Undime marcou presença no 1º encontro da Frente de trabalho intitulada Base Nacional da Profissão Docente.  O evento aconteceu em Brasília e teve por objetivo iniciar o processo de construção de uma proposta de Base Comum para os professores. 
    O documento será elaborado por representantes do Conselho Nacional de Secretários (Consed), Undime e Ministério da Educação (MEC). 
    Na nova frente, a Undime está representada por dirigentes das cinco regiões do País. Pelo Norte, a professora Jemima Gertrudes Barreira Cavalcante, Dirigente Municipal de Educação (DME) de Ponte Alta do Tocantins (TO); pelo Nordeste, a Ana Dayse Rezende Dorea, DME de Maceió (AL); Paulo Madson Vieira da Silva, DME de Santa Rita do Trivelato (MT), pela região Centro-Oeste; pelo Sudeste, Luiz Miguel Garcia, DME de Sud Mennucci (SP); e Sônia Regina Victorino Fachini, DME de Joinville (SC), representou o Sul.
    Em dezembro de 2018, o MEC chegou a apresentar uma proposta da Base Nacional Comum da Formação de professores da educação básica. O documento foi enviado para análise do Conselho Nacional de Educação (CNE). A proposta agora é utilizar esse e outros documentos como referência para a construção de um texto para a Base da Formação Docente.
    Luiz Miguel, que também é presidente da Undime São Paulo, contou que a proposta do grupo de trabalho é realizar, inicialmente, escutas de professores tidos como referência para identificar pontos comuns desses profissionais, criar um perfil deles e, a partir daí, construir uma primeira versão da Base. “A ideia é que esse documento seja amplamente divulgado e que possamos discuti-lo em audiências públicas”, disse.
    Esse foi o primeiro encontro do grupo. A próxima reunião está marcada para setembro e a intenção é que até o fim do ano o grupo apresente um documento piloto.
    “As discussões foram excelentes durante esses dois dias”, avaliou Sônia Regina, DME de Joinville (SC). Para ela, o grande saldo é que “nesse regime de colaboração que estamos pensando a construção da Base Docente, podemos perceber a sensação de pertencimento de todos nós nessa ação coletiva”. 
    Para a secretária de Educação do Estado de Roraima e coordenadora da frente, representando o Consed, Leila Perussolo, a expectativa do documento é mostrar a real necessidade dos professores. “É preciso atender a formação continuada das nossas escolas e ter como foco a aprendizagem dos nossos alunos”. 
    Apoiadora técnica da nova frente de trabalho, a líder do movimento Profissão Docente, Carolina Tavares, destacou que o documento deve apresentar os desafios que os professores podem enfrentar no século 21, principalmente com a implementação da Base Nacional Comum Curricular, aprovada em 2017/18. “Estamos muito empolgados com o produto que pode vir desse trabalho que está sendo realizado por um grupo maravilhoso”, disse.











    À Secretaria Adjunta de Comunicação compete gerir a política de comunicação social e institucional do Poder Executivo Estadual, aos públicos internos e externos; as ações publicitárias e de marketing de relacionamento, divulgando eventos internos e externos do Governo; os serviços de assessoria de imprensa, entrevistas coletivas e individuais; o conteúdo web e a padronização dos portais eletrônicos do Poder Executivo Estadual; estimular a participação da sociedade em eventos cívicos, contribuindo para a difusão da cultura estadual e reconhecimento da realidade mato-grossense no próprio Estado e no País.
    Como forma de orientar os jornalistas a abordarem o tema "suicídio" de forma lúdica e preventiva, tendo em vista o Setembro Amarelo, a Secom disponibiliza neste espaço duas cartilhas que mostram o que deve e o que não deve conter nas matérias que tratarem do tema. As cartilhas são da Organização Mundial de Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde.
    Em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde, a Secom também orienta o uso da caixa de texto abaixo em todas as matérias que abordarem casos de suicídio ou conteúdos correlatos, de forma a evitar que as notícias influenciem outras pessoas a cometerem ou tentarem cometer o ato. 
    Texto orientativo
    O suicídio é um fenômeno complexo que pode afetar indivíduos de diferentes escolaridades, etnias, credos, idades, classes sociais, etc. Não é possível citar apenas um fator como a causa do suicídio.
    A melhor forma de prevenção é a promoção da saúde: não é preciso esperar alguém mencionar a ideia suicida para só então buscar ajuda.

    Não há uma “receita” para detectar seguramente uma crise suicida em uma pessoa próxima. Entretanto, alguns sinais devem ser observados, principalmente se eles se manifestam ao mesmo tempo, a exemplo de melancolia, sofrimento e manifestações verbais desesperançosas perto de vizinhos, familiares ou amigos próximos. 

    Não é verdade que quem ameaça não comete o ato. Ao falar sobre esse assunto de forma respeitosa e acolhedora, você pode descobrir como ajudar ela a suportar sentimentos muitas vezes angustiantes. Não deixe a pessoa sozinha e procure ajuda, pois a vítima de sofrimento mental/emocional nem sempre sabe como pedir ajuda.

    As Unidade Básicas de Saúde e Policlínicas possuem, de diferentes formas, equipes de saúde que podem acompanhar pessoas em sofrimento mental. Caso seja necessário um serviço especializado em saúde mental, os próprios profissionais encaminharão e farão a regulação.

    Há municípios que possuem CAPS (infanto-juvenil, para transtornos mentais e dependência química), que são serviços abertos especializados que não exigem regulação ou encaminhamento, ou seja, são portas abertas. Você pode dirigir-se diretamente para lá com a pessoa em sofrimento, em horário comercial. 

    A pessoa que tenta suicídio deve ser levada a um serviço de Urgência e Emergência do SUS (UPA ou Pronto Socorro), para os primeiros atendimentos. 

    No momento da alta, essa pessoa deverá ser encaminhada aos serviços de Atenção Primária (Unidades Básicas de Saúde, Posto de Saúde ou Estratégias Saúde da Família) município-bairro onde a pessoa reside, para dar continuidade ao acompanhamento. Caso o município possua CAPS (serviço especializado aberto), os profissionais da Atenção Primária devem referenciá-los aos serviços especializados e manter o cuidado em atenção primária continuado.

    Para regular alguém para os serviços de internação especializados referências em saúde mental do Estado de MT, o profissional de saúde deve ligar para os telefones:
    - SEAC – Setor de Atendimento à Crise: (65) 3661-1990
    - Unidade 3 do CIAPS Adauto Botelho: (65) 3661-4381
    Telefones úteis à população:
    - Emergência SAMU 192
    - Centro de Valorização da Vida – CVV 188 (ligação gratuita) ou www.cvv.org.br para chat, Skype, e-mail.
    Não divulgue casos de suicídio em redes sociais, pois quem está em dúvida pode ser influenciado. Divulgue sim maneiras ou serviços relativos ao cuidado.
    Fonte: http://www.mt.gov.br/secretaria-adjunta-de-comunicacao

    09/09/2019


    De 02 a 27 de setembro, acontece a Olimpíada de Inglês 2019, um movimento nacional realizado pela EduSim em parceria com a Embaixada Americana, o Consed e a Nova Escola, para incentivar a aprendizagem do inglês no país. O evento é gratuito, conta com premiação para professores e estudantes do Ensino Fundamental 2 e Ensino Médio e acontece por meio do ChatClass, o Robô de Inglês no WhatsApp.

    A deficiência brasileira na língua inglesa restringe que milhões de crianças e jovens tenham oportunidades para conhecer outras culturas, ter acesso a empregos bem remunerados e estudar em outros países. Para reverter este cenário e incentivar professores e estudantes brasileiros a aprenderem e praticarem o inglês, a EduSim, startup nova iorquina com sede no Brasil, vai realizar a primeira Olimpíada de Inglês digital, gratuita e com premiação. 

    O grande diferencial da competição é que ela vai levar conteúdos de inglês alinhados à Base Nacional Comum Curricular (BNCC) por meio de uma tecnologia de aprendizagem, o ChatClass, que funciona totalmente no WhatsApp, sem a necessidade de baixar outro aplicativo. Estudantes poderão praticar a escrita, escuta e, principalmente, a fala do idioma por meio da ferramenta. Professores poderão acompanhar o progresso de suas turmas de forma fácil e prática.

    A competição terá fase única e diariamente os estudantes receberão, por meio do ChatClass, novos exercícios que valem pontos. Além disso, há atividades em grupo que os professores podem realizar em sala de aula com suas turmas, também com pontuação. 

    As inscrições para a Olimpíada já estão abertas por meio do site:



    Sobre a EduSim
    Nós somos uma equipe com a missão de transformar todos os jovens em cidadãos globais, capazes de se comunicar efetivamente com outras culturas. Nossa equipe é formada por especialistas em educação e tecnologia com décadas de experiência acadêmica e profissional nas mais renomadas instituições, como ONU, Harvard University, McKinsey&Company, Instituto Ayrton Senna e outras. Fomos acelerados pela Estação Hack do Facebook e agora estamos na turma de aceleração de startups de inteligência artificial do Google for Startups, em São Paulo.

    Sobre o ChatClass
    O ChatClass é um assistente digital de inglês ou Robô de Inglês que funciona totalmente no WhatsApp. Ele utiliza inteligência artificial para auxiliar estudantes e professores a aprenderem e ensinarem o inglês de forma personalizada, divertida e efetiva. O ChatClass é gratuito e mais informações podem ser encontradas aqui.

    06/09/2019


    Estão abertas as inscrições para a 4ª Ação de Reconhecimento do Conviva!
    Mostre para todo o país as práticas de gestão realizadas pela sua secretaria municipal de educação com o apoio do Conviva! Concorra a cursos, livros, formação presencial e a uma viagem para a Colômbia!
    Para participar, siga os passos abaixo:
    - Leia o edital atentamente e conheça as regras
    - Acesse o Manual do Participante e fique de olho nas dicas
    - Preencha a ficha de inscrição mostrando com detalhes o sucesso de suas ações
    Não perca tempo: o prazo de inscrições termina dia 20 de setembro!
    Em caso de dúvidas, escreva para reconhecimento@convivaeducacao.org.br




    A área de Indicadores Educacionais do Conviva foi totalmente reestruturada e está dividida em três partes:
    - Visão geral: dados oficiais mais amplos sobre a educação no seu município e as características da sua cidade;
    - Escolas do município: painel com as escolas da sua rede, com filtros que permitem diversas análises;
    - Dados no Conviva: panorama sobre as informações de seu município inseridas na plataforma.
    Clique e navegue pela área: http://bit.ly/2xrQ61V
    Assista ao vídeo sobre o tema: http://bit.ly/2lTjJpE



    Na quarta-feira, as secretarias de educação do Rio de Janeiro estiveram reunidas para discutir sobre BNCC, construção dos currículos e formação de professores. Tema importante para todo o país, não é mesmo? Veja as discussão nesta reportagem com texto, vídeo e áudio: http://bit.ly/2k6fvuv



    Ainda na manhã de hoje (6), a Undime por meio da diretoria executiva e presidentes estaduais entregou ao Movimento Colabora a carta intitulada "Colaboração e autonomia". No documento, formalmente entregue ao secretário executivo do Movimento, Guilherme Lacerda, a Undime elenca pontos de defesa em relação ao Regime de Colaboração.

    Entre eles, destaca que o conceito de Regime de Colaboração previsto na Constituição, e ainda não instituído, é mais amplo do que realizações de iniciativas em parceria e/ ou a simples regulamentação de modelos de consórcios e arranjos de desenvolvimento da educação; que o Regime de Colaboração, na perspectiva intermunicipal, deve ser construído a partir das necessidades e demandas dos municípios; e que a articulação entre seccionais da Undime, consórcios municipais e arranjos de desenvolvimento da educação é essencial para garantir a efetividade e a eficácia de ações colaborativas e de cooperação.

    O documento na íntegra está disponível neste link:
    https://undime.org.br/uploads/documentos/phpWTwQGg_5d727c7a81eb8.pdf

    02/09/2019







    O Presidente da UNDIME/MT e as Coordenadoras Estaduais do Programa Mais Alfabetização, convidam o Coordenador Municipal do PMALFA, para participar do 1º Encontro Formativo do Programa Mais Alfabetização no Estado de Mato Grosso – Ciclo 2019O evento ocorrerá no dia e local abaixo.
    Data:18 e 19 de setembro de 2019
    Local: AMM - (Associação Matogrossense dos Municípios) sito a Av. Historiador Rubens de Mendonça, 3920, Cuiabá - MT.
    Informamos que as inscrições deverão ser realizadas no período de 26/08 a 06/09/2019, no link abaixo👇👇
    Ressaltamos a importância da participação de todos os municípios que aderiram ao Programa em 2019.
    Obs: Uma vaga por município.


    Mais de trezentos professores e gestores, de 14 estados, como Amapá, Bahia e Paraná, participam, em Brasília (DF), do Encontro Formativo do Programa de Apoio à Implementação da Base, nesta quinta-feira, 22 de agosto, e sexta-feira, 23. Esses profissionais da educação irão aprofundar ferramentas que vão contribuir para a implementação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), realidade a partir de 2020.

    De acordo com o secretário de Educação Básica, do Ministério da Educação, Janio Macedo, que participou da abertura das atividades, os professores são peças-chave para a efetividade da BNCC. “Vocês (professores) vão ter a responsabilidade de serem os multiplicadores nos seus estados. Nós vamos ter uma base comum e, mais do que isso, vocês vão ser responsáveis por colaborar para a formação dos professores para aqueles estados e pela formação do seu projeto, que vai nortear toda a educação nos próximos anos”, afirmou Macedo.

    A União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e o Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) participam do encontro. Além deles, compõem a equipe os multiplicadores de redes municipais e estaduais, da educação infantil e do ensino fundamental, para ajudarem os professores no planejamento das aulas do ano que vem já com currículos e projetos políticos-pedagógicos atualizados.

    Nos dois dias de capacitação, os participantes serão orientados sobre as 10 competências gerais da BNCC, que indicam o que deve ser aprendido pelos estudantes, e sobre os componentes curriculares específicos, como língua portuguesa e matemática, por exemplo.

    Segundo Macedo, não basta ter uma base nova se não tiver um professor preparado para fazê-la. “Para que isso aconteça é importantíssimo o trabalho que vocês (participantes) estão realizando aqui nesses dois dias aqui. Vocês são os responsáveis pela revolução que se dará no ensino infantil e fundamental nos próximos anos”, completou.

    Na próxima semana, será a vez de representantes de outros 13 estados participarem do encontro, em São Paulo, onde a previsão de público é de 300 pessoas.

    Ao todo, são 700 participantes que vão trabalhar como multiplicadores da BNCC em seus estados e municípios. A ideia é que eles realizem a formação de equipes regionais, municipais e nas escolas sobre os novos currículos. Também vão ajudar na reelaboração dos projetos político-pedagógicos (PPP) das escolas, que definem a identidade e as diretrizes que serão implementadas nas escolas para aprendizagem e formação integral dos alunos.

    A BNCC norteia currículos dos sistemas e redes de ensino dos estados e as propostas pedagógicas de escolas públicas e privadas em todo o Brasil. A iniciativa faz parte do Programa de Apoio à Implementação da Base Nacional Comum Curricular, o ProBNCC.

    Fonte: MEC